Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de maio de 2018 - 03:05


Como é possível ter paz e ser realizado na vida a dois

Bispo Edir Macedo orienta casados e solteiros que não entendem a razão de tantas decepções amorosas

Não basta frequentar uma igreja ou ter conhecimento bíblico para ser feliz e ter paz. Muitas pessoas se encontram frustradas em vários aspectos da vida e não entendem a razão de tantas decepções, apesar de se esforçarem para as coisas darem certo. Isso acontece por não entregarem totalmente suas vidas a Deus.

Somente quando há uma verdadeira entrega é que o Espírito Santo pode agir e transformar a vida e a situação de alguém. Foi o caso da personal organizer Telma da Silva, de 50 anos (foto abaixo).

Na época em que estavam noivos, Telma ignorou as traições e o comportamento do companheiro e, mesmo com muitos problemas no relacionamento, decidiu se casar, aos 21 anos. “Muitas vezes, ele chegava em casa embriagado, drogado, com marcas de batom, cheirando a perfume das amantes e ainda me batia. Para ele, eu era péssima, ao ponto de dizer que tinha nojo de mim, que as amantes eram melhores do que eu”, conta.

Foi nesse período conturbado de traições e agressões físicas que Telma tentou o suicídio. O marido chegou a dizer que a ajudaria a ingerir o veneno, pois queria se ver livre dela e ficar com as amantes.

Sem êxito na tentativa de suicídio, fragilizada e com a vida destruída, Telma passou a sentir ódio do companheiro, além de alimentar o desejo de matá-lo. Ao todo, o casal se separou oito vezes.

Foi então que uma pessoa a questionou sobre o que ela fazia para chamar atenção de Deus e convidou-a para mudar sua situação e participar de uma reunião na Universal. Ela aceitou e foi ali que se entregou para Deus.

Entrega total

Já no primeiro dia, a personal organizer saiu da Universal com paz em seu interior, mesmo sabendo que encontraria o marido embriagado ao voltar para casa. Seus pensamentos haviam mudado e sentiu um forte desejo de perdoá-lo, ao entender que todo o sofrimento que viveu era causado por forças negativas.

Telma tem uma nova história de vida e um casamento transformado. Ela faz questão de dizer que seu casamento e família são referenciais de felicidade. No entanto, reconhece que isso só foi possível através do Espírito de Deus em sua vida, depois que ela se entregou totalmente para Ele. “Não tem preciosidade maior, nem melhor, do que o Espírito Santo. Ele é o bem maior da minha vida”, concluiu.

A Terapia do Amor

A história de Telma foi exibida na quinta-feira (03) durante a palestra da Terapia do Amor, no Templo de Salomão, em São Paulo.

O Bispo Edir Macedo, ao lado de sua esposa, Ester Bezerra, explicou que para solucionar os problemas enfrentados em qualquer área da vida, inclusive amorosa, a pessoa precisa ser como um barro nas mãos do oleiro, que é Deus. “Para que o oleiro possa mudar sua vida e fazê-la ter sabor, ser feliz, você tem que se entregar, se render de forma sincera a Deus. Caso contrário, nada acontece”.

O Bispo acrescentou que quando a pessoa abre mão do orgulho e se rende a Deus, Ele é capaz de mudar as situações mais impossíveis que esteja enfrentando. Mas, para alcançar essa mudança, é preciso se doar por completo. “Enquanto você não entregar sua vida 100% e não colocar Deus em primeiro lugar, Ele não pode fazer nada em sua vida. Deus só pode interferir em sua vida quando você se entregar. Quem é inteligente prioriza o Espírito Santo”, declarou.

A vida amorosa

Segundo o Bispo, a entrega da pessoa a Deus é como o casamento; é como um juramento realizado diante do altar no momento em que o casal empenha a palavra. Há um compromisso de entrega, união e cuidado um para com o outro pelo resto de suas vidas independentemente das circunstâncias. “O que se empenha no altar é a palavra, e o que Deus ouve da pessoa também é a palavra, não é simplesmente aceitar Jesus, mas entregar de fato a vida para Ele”, afirmou.

Ele explicou ainda que não tem sua felicidade condicionada à esposa, mas ao Espírito de Deus, e alerta que quem deseja se casar para ser feliz é porque é infeliz, logo, não tem o Espírito de Deus.

As diferenças


Para ele, somente por meio do Espírito Santo é possível que o marido e a esposa vençam as diferenças de personalidade e os desafios na vida conjugal. “Em 46 anos de casados, tivemos muitos conflitos. A cabeça da Ester é uma, a minha é outra, nossas criações foram diferentes. Só o Espírito Santo nos faz encaixar-nos e compreendermos um ao outro”, alerta.

Durante a palestra, Ester Bezerra lembrou que o sucesso de seu casamento só foi possível graças ao Espírito Santo, que sempre teve liberdade para agir entre os dois. “Você não sabe o que passamos para estar aqui. Não dá para ficar sem o Espírito Santo. Ele tira os nossos medos, nossos complexos e você se torna uma pessoa forte, guiada por Ele”.

O aprendizado

Entre os que estiveram no encontro, está a estudante de enfermagem Letícia de Souza Holanda. Ela acompanha as palestras da Terapia às quintas-feiras e revela a importância de todo o aprendizado. “A Terapia do Amor tem me ajudado muito. O Bispo Macedo ensinou, por exemplo, que nossos pensamentos direcionam a nossa vida, e que somos aquilo que pensamos, o que reflete no relacionamento amoroso. Aprendi que a minha felicidade não pode depender da outra pessoa; eu preciso ser feliz comigo mesma, para depois fazer outra pessoa feliz”, recordou.

As palestras da Terapia do Amor são voltadas para a felicidade amorosa de casados e solteiros. São realizadas todas as quintas-feiras, com um tema diferente a cada semana, além de dicas e conselhos dos palestrantes sobre como agir dentro de um relacionamento, ou enquanto espera por ele.

Como ter o Espírito de Deus

Você que deseja entender melhor o que fazer para receber o Espírito Santo, não deixe de ler a matéria A importância de ter o Espírito Santo“, da editoria Lições de Fé.


  • Por Kelly Lopes/ Fotos: Demetrio Koch e Reprodução  


reportar erro