Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de novembro de 2016 - 00:30


Como deixar de ser uma pessoa orgulhosa

Seguir o exemplo do Senhor Jesus já é um bom começo. Saiba mais lendo o texto abaixo

O orgulho é um sentimento destrutivo, capaz de transformar negativamente uma pessoa, tornando-a mesquinha, egoísta, falsa, que ama somente a si mesma.

Geralmente o orgulhoso não aceita o sucesso dos outros, e tampouco aceita algum tipo de correção ou exortação. Um dos exemplos mais antigos de orgulho é o de Lúcifer. Ele era um anjo de luz, mas, por não aceitar a correção Divina, tornou-se um anjo das trevas.

Mas como se livrar desse sentimento tão ruim?

A escritora Cristiane Cardoso explica, em seu blog, que é preciso seguir alguns passos, e o primeiro deles é reconhecer o seu orgulho, assim você estará dando início ao processo de se tornar uma pessoa humilde.

“O orgulho só sai com a humildade, assim como a escuridão só se dispersa com a luz. Mas a humildade não é o que a maioria pensa que é: ser pobre, viver uma vida simples, ou ser boazinha com as pessoas ao seu redor. A humildade acontece no seu interior, assim como o orgulho. É fácil ser ‘humilde’ no exterior, basta fingir. Mas a verdadeira humildade vem de dentro, acontece no mais íntimo da pessoa, e transborda no exterior por meio de comportamentos admiráveis”, alerta a escritora.

Cristiane ainda afirma que o maior exemplo de humildade foi o próprio Senhor Jesus, que, sendo o Filho de Deus, poderia sentir-se superior ao que estavam ao Seu redor, mas mesmo assim foi humilde com todos.

“Ele não era preconceituoso. Andava com todos, não se fazia melhor ou superior a ninguém (por mais que fosse), mesmo sofrendo preconceito de muitos.

Ele era paciente e compreensivo com as pessoas. Entendia por que elas faziam o que faziam, não as julgava por isso, pelo contrário, elas se sentiam à vontade com Ele.

Ele não impunha a Sua autoridade de Filho de Deus a ninguém, e mesmo assim, as pessoas a reconheciam pela vida que tinha.

Ele ensinava. Quem ensina é humilde. Muitos não ensinam e querem que as pessoas aprendam, saibam, entendam.

Ele mantinha a Sua dependência espiritual. Ele orava não só antes do almoço ou quando as coisas estavam ruis para o Seu lado. Ele orava todos os dias. Ele dependia de Deus.

Ele mantinha amizades. O Senhor Jesus fez questão de ter amigos, de andar com as pessoas, Ele não se isolava delas por não terem o mesmo entendimento que Ele ou por se achar muito mais inteligente que elas.

Ele fez questão de ensinar os Seus discípulos a fazerem o mesmo e mais que Ele.

Ele, sendo Deus, veio ao mundo como homem e se submeteu a uma mulher, a quem chamava de mãe, a um corpo, a viver como um carpinteiro, sem regalias. Ele se fez um homem comum.”

Lembre-se: humildade gera amor e respeito; orgulho gera somente dor e ódio.

Se você tem tido dificuldades para se livrar do orgulho, participe da Fogueira Santa no Monte Sinai, uma campanha de fé que será realizada entre os dias 27 de novembro e 11 de dezembro em toda a Universal.

Não perca essa oportunidade. Visite a Universal mais próximade sua casa e converse com o pastor ou bispo responsável para entender melhor a campanha e como participar.


  • Por Sabrina Marques / Foto: Thinkstock 


reportar erro