Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de maio de 2018 - 03:00


Autoridades da Jordânia visitam o Templo de Salomão

Confira o vídeo e saiba mais sobre esse país vizinho de Israel

O embaixador da Jordânia Malek Twal e o deputado jordânio Andre Murad Hawari visitaram o Templo de Salomão, localizado na capital paulista, no dia 11 de maio.

As autoridades foram recebidas pelo Bispo Eduardo Bravo, na Esplanada do Templo. E, em seguida, dirigiram-se para o Jardim Bíblico, onde há a réplica do Tabernáculo de Moisés. Confira um trecho da visita no vídeo abaixo:


Após o passeio pelo Jardim Bíblico, o embaixador e o deputado foram recebidos pelo Bispo Renato Cardoso, que os recepcionou no interior do Templo (foto abaixo) e entregou ao embaixador um exemplar da Bíblia Sagrada com os comentários do Bispo Edir Macedo.

País bíblico

A Jordânia é um país vizinho de Israel e, por isso, ela é citada em diversos trechos bíblicos.

Durante a visita, o embaixador citou que “Jordânia é Terra Santa”, relatando que muitos acontecimentos bíblicos se passaram nas terras que hoje pertencem à Jordânia.

No Monte Nebo, por exemplo, Moisés – o líder dos hebreus durante a libertação da escravidão no Egito – viu a “Terra Prometida” e depois faleceu (Deuteronômio 34).

Foi na região de Petra, em Edom, que, provavelmente, Moisés bateu na rocha fazendo sair água para hidratar o povo (Números 20).

Tempos mais tarde, o profeta Elias foi arrebatado na região da Jordânia (2 Reis 2).

Outro episódio bíblico que também ocorreu em solo jordânio foi a libertação de um homem que estava possesso por espíritos malignos. Ele habitava em túmulos e vivia despido. Porém, certo dia, Jesus o encontrou e a legião de espíritos rogou para ser enviada a um grupo de porcos que transitava por ali. Os porcos morreram e o rapaz voltou ao seu pleno juízo (Lucas 8.26-35).

Além de Moisés, Elias e Jesus, esse território também fez parte do contexto de Josué, Eliseu e João Batista, por exemplo.

Hoje, segundo o deputado André Hawari, filho de um jordaniano com uma brasileira, a Jordânia (onde vive desde os 9 anos de idade, quando se mudou com a família) é um país de paz e que tem um bom relacionamento com os países vizinhos, inclusive Israel.

Ao final do encontro, o embaixador Malek Twal convidou oficialmente a Universal para uma visita à Jordânia e afirmou que estão disponíveis para ajudar a dar início ao trabalho da Igreja no país.

Jardim Bíblico

Para saber mais sobre o Jardim Bíblico, do Templo de Salomão, clique aqui.


  • Por Daniel Cruz / Fotos: Demetrio Koch 


reportar erro