Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de outubro de 2018 - 11:15


Aulas oferecidas por voluntários incentivam jovens em medida socioeducativa

Grupo Universal Socioeducativo (UNS) é o responsável pelas ações. Confira

Há mais de 25 anos, voluntários da Universal se dedicam para ajudar social e espiritualmente adolescentes que, por cometerem algum delito, estão privados de liberdade e cumprindo medida em unidades socioeducativas pelo Brasil.
O grupo Universal Socioeducativo (UNS) faz ações diariamente nestes locais e, além do auxílio espiritual, doações, campeonatos esportivos e eventos que reúnem os adolescentes e suas famílias, também oferece diversos cursos.
No mês de setembro último, a Unidade Educacional de Internação (Unei), localizada no bairro de Laranja Doce, na cidade de Dourados, Mato Grosso do Sul, realizou pela segunda vez o curso profissionalizante de chapeiro, onde o grupo já atua há 2 anos.
Os jovens entre 13 e 19 anos de idade que participaram das aulas tiveram a oportunidade de aprender a atuar no preparo e montagem de lanches quentes, pratos rápidos e porções em geral. Além disso, um chapeiro também organiza o local de trabalho, utensílios e geladeiras.
Os jovens se sentem valorizados
A ideia do curso nasceu de conversas entre os voluntários e os agentes da unidade. O objetivo é ensinar os jovens a terem um ofício para que, uma vez livres, possam ganhar o próprio sustento de forma honesta.
“O curso demonstra a credibilidade do trabalho socioeducativo que se mantém no atendimento realizado dentro das unidades e fora delas também. Os jovens se sentem valorizados e o resultado é notável quando nós vemos que eles saíram do mundo do crime”, afirmou o Pastor Jones Novais, responsável pelo grupo Socioeducativo no estado.
Ferramenta de ressocialização

A aula é ministrada pelo obreiro, voluntário do grupo, Edinei Viana dos Santos. Ele tem um negócio próprio no ramo de alimentação e se sente honrado de passar seus conhecimentos aos jovens da unidade.
“Sou autônomo e tenho um pequeno negócio. Entendi que podia ensiná-los o que um dia eu também aprendi. Tem sido gratificante. Tenho visto que muitos deles nunca tiveram uma oportunidade de aprender alguma coisa e o curso está sendo ótimo. Explicamos a eles que, ao sair daqui, podem começar a empreender em um negócio próprio e que a nova vida só depende deles”, contou Edinei.
A cada aula, uma oração é feita para que Deus os honre, pois todos estão ali dispostos a aprender e a mudar de vida: “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.” Gênesis 3:19
Universal Socioeducativo
O trabalho da Universal dentro das unidades para menores se intensificou em 2017. Atualmente, as atividades são realizadas por 3 mil voluntários em 360 unidades socioeducativas das 476 existentes em todo o Brasil.
Seja um voluntário do grupo. Encontre aqui o endereço de uma Universal mais próxima de você e se informe com um pastor. Você também pode acompanhar o grupo na página do Universal Socioeducativo na rede social.
 


  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro