Rede aleluia
Atriz Christina Ricci se divorcia por “diferenças irreconciliáveis”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de julho de 2020 - 18:45


Atriz Christina Ricci se divorcia por “diferenças irreconciliáveis”

Será que o divórcio é o melhor meio para a resolução de problemas entre um casal?

Atriz Christina Ricci se divorcia por “diferenças irreconciliáveis”

Mais um divórcio estremeceu o mundo das celebridades. Desta vez, o caso é internacional: a atriz e produtora Christina Ricci pediu o divórcio do também produtor James Heerdegen. Eles estavam casados há 7 anos e têm um filho de 5 anos.

De acordo com informações do site TMZ, Ricci cita “diferenças irreconciliáveis” como motivo do término do casamento. O casal também teria tido uma briga bem feia, há pouco tempo. A atriz afirma que James cuspiu nela. A polícia foi acionada, mas ele não foi preso. Apenas recebeu ordem para ficar longe da mulher.

Separar não é a solução

Normalmente, o divórcio é escolhido como uma “solução” para os problemas entre um casal. Mas, o melhor caminho é fazer uma autoavaliação com imparcialidade do que está acontecendo.

“A pessoa já tentou conversar, brigar, mas não adiantou. Como aquilo tira a sua paz, a ‘solução’ mais fácil seria o fim do relacionamento. Mas, na realidade, isso não resolve. Ela sai do casamento, porém continua com raiva, mágoa, sentimento de vingança, machucada por dentro”, explica a apresentadora e escritora Cristiane Cardoso.

Quando há filhos, a situação complica ainda mais. Pois, os filhos são um elo de ligação que mantêm os dois em contato (mesmo que não queiram).

Lute pelo casamento

Durante o programa Escola do Amor, a psicóloga Susy Camacho explicou que o divórcio nem sempre é a melhor opção. Na verdade, é muito melhor o casal lutar pelo relacionamento do que enfrentar a desestruturação provocada por uma separação.

“Há perdas financeiras, sofrimento pela sensação de fracasso, mágoas, raiva, sentimento de vingança. Existem os filhos, que sofrem muito com essa situação. Por isso, dentro do possível, é melhor fazer de tudo para reconstruir a relação. Afinal, em qualquer outro relacionamento também haverá problemas”, orientou Susy.

Aprenda a amar

O apresentador e escritor Renato Cardoso afirma que é possível superar as dificuldades dentro de qualquer relacionamento.

“O plano original do Autor do casamento (Deus) é de que o casal aprenda a vencer as diferenças. Pois, elas são, na sua grande maioria, superáveis. Mas é preciso aprender a amar. O que mais existe são pessoas que se amam, mas não conseguem ficar juntas, conviver. Assim, é preciso buscar ajuda”, afirma.

É por isso que existe a Escola do Amor, o livro Casamento Blindado 2.0.

Além disso, você pode participar das palestras da Terapia do Amor, que ocorrem toda quinta-feira, às 10h, 15h e 20h, no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa. Encontre o endereço aqui.


Atriz Christina Ricci se divorcia por “diferenças irreconciliáveis”
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Getty Images 


reportar erro