Rede aleluia
As consequências de uma má escolha
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 17 de Julho de 2021 - 00:05


As consequências de uma má escolha

Bruna Rodrigues foi guiada pelo coração e colheu maus resultados, mas se curou depois de participar da Terapia do Amor e alcançou a felicidade amorosa

As consequências de uma má escolha

A vida é feita de escolhas, mas uma decisão errada pode mudar tudo e provocar muitas consequências. A autônoma Bruna Vieira Cândido Rodrigues, de 26 anos, sentiu isso na pele ao tomar atitudes precipitadas na vida amorosa. “Eu sempre fui insegura em relação à minha aparência, mas, quando conheci a Deus, tudo mudou. Contudo, depois de dois anos servindo a Deus, ouvi a voz do meu coração e entrei em um relacionamento que só resultou em frustrações e decepções”, lembra.

Ela já tinha sido orientada sobre a situação que estava vivendo, mas não agiu com a fé inteligente, o que gerou consequências graves. “Eu recebi a orientação de que não era o momento de me envolver. Acabei tendo as piores frustrações e decepções de minha vida por não ter ouvido a Voz de Deus. Uma das consequências foi que esse relacionamento não deu certo e eu quase perdi o Espírito Santo, pois me envolvi demais com a pessoa a ponto de viver por ela”, salienta.

Depois dessa decepção, Bruna conta que vivia remoendo o passado e se tornou uma pessoa amarga por causa dos frutos de sua escolha.

Ao frequentar as palestras da Terapia do Amor, ela finalmente entendeu o que deveria ser feito e que era necessário praticar sua confiança em Deus. “Com as palestras, vi que precisava mudar internamente primeiro e que para que eu tivesse uma vida diferente seria preciso fazer tudo diferente também. Então passei a valorizar ainda mais a minha vida amorosa como fazia com a minha vida com Deus. Para que eu concretizasse o sonho de me casar, era preciso lutar por mim primeiro”, enfatiza.

Depois de alguns anos, já curada internamente, ela conheceu Vinícius Rodrigues da Silva, de 22 anos, que também buscava aprender a tomar a decisão certa na sua vida amorosa. “Meus pais são separados, eu não queria errar na vida sentimental e sempre fui seletivo em minhas escolhas. Por isso me guardei desde o dia em que conheci ao Senhor Jesus. Quando soube da Terapia do Amor, passei a participar dela para poder aprender como ser um homem de verdade e como escolher uma mulher de Deus para mim”, afirma.

Depois de se conhecerem melhor, Bruna e Vinícius decidiram assumir um relacionamento sério e, com cerca de um ano de namoro, resolveram se casar em novembro de 2020 no Altar de Deus. “Nós escolhemos o Altar, pois foi onde tudo começou. Foi por meio dos meus sacrifícios e dos dela que chegamos a esse momento. O Altar abriu portas que nunca imaginei e, além de tudo, pude ver a sintonia que nós temos em tudo que fazemos”, explica Vinícius.

Hoje o casal vive em harmonia e se diz realizado: “temos uma convivência maravilhosa, pois nunca saímos sem abençoar um ao outro, sempre oramos juntos, buscamos a direção de Deus e respeitamos a opinião um do outro”, conclui Bruna.


As consequências de uma má escolha
  • Camila Teodoro / Foto: Cedida 


reportar erro