Rede aleluia
Anjos da Madrugada prestam assistência à população de rua e dependentes químicos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de Julho de 2022 - 00:05


Anjos da Madrugada prestam assistência à população de rua e dependentes químicos

Alimentos e roupas são distribuídos na principal estação de trem de Luxemburgo

Anjos da Madrugada prestam assistência à população de rua e dependentes químicos

Todas as terças-feiras o programa social Anjos da Madrugada de Luxemburgo, país europeu de pouco mais de 600 mil habitantes, realiza ações para socorrer a população em situação de rua.

No dia 14 de junho, por exemplo, voluntários se reuniram na estação de trem Gare Central. Essa é a principal estação ferroviária da capital do país, que também se chama Luxemburgo. Ali os Anjos da Madrugada distribuíram lanches, roupas e calçados à população em situação de rua e a dependentes químicos que costumam permanecer no local.

Segundo o responsável pela ação social, o Pastor Bruno Cassúas, a escolha do local decorreu justamente da grande circulação de pessoas e pelo número de toxicodependentes e população em situação de abandono que vivem ali: “embora Luxemburgo seja um país próspero e que proporciona vários tipos de auxílio aos cidadãos, infelizmente, existem pessoas que, muitas vezes por opção própria, escolhem permanecer nessa situação. Há, inclusive, vários casos de indivíduos que têm suas casas e, mesmo assim, por causa do vício, preferem conviver com esta realidade e, assim, abandonam suas famílias.”

O Pastor explica que o Anjos da Madrugada procura “manter contato com eles, já que muitos que estão ali são completamente desprezados. Já conseguimos auxiliar algumas dessas pessoas no retorno ao país de origem, como Portugal e Romênia, ou, em alguns casos, entrar em contato com a família dessas pessoas”.

A ação do dia 14 distribuiu fruta, suco, água mineral e sanduíches de presunto. Para os árabes, que não comem carne de porco, foram especialmente preparados sanduíches de queijo.

A voluntária Germana Delgado, de 39 anos, que há três anos colabora nas ações do Anjos da Madrugada, relata o privilégio de poder levar essa ajuda: “cada vez que vamos fazer este trabalho, vou com a expectativa de poder levar nem que seja um sorriso ou uma palavra”.


Anjos da Madrugada prestam assistência à população de rua e dependentes químicos
  • UNICom / Fotos: Cedidas 


reportar erro