Rede aleluia
Ações da UFP revigoram o ânimo das forças de segurança no Pará
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de fevereiro de 2020 - 08:41


Ações da UFP revigoram o ânimo das forças de segurança no Pará

As iniciativas além de prestarem uma assistência física, social e espiritual, proporcionam conforto ao trabalho estressante dos profissionais

Ações da UFP revigoram o ânimo das forças de segurança no Pará

O grupo Universal nas Forças Policiais (UFP) foi criado para dar assistência aos profissionais que atuam nas forças de segurança pública, forças armadas e órgãos governamentais. O trabalho é realizado por voluntários, através de palestras, reuniões e atendimentos pastorais, em todos os Estados brasileiros.

Conforme explicou o Major Roni Negreiros, responsável pelo trabalho da UFP em todo o País, a missão do grupo é proclamar a pregação e a defesa de ensinamentos da Bíblia, com o propósito de prestar apoio nos campos espiritual e social.

“Quando oferecemos assistência espiritual antes do policial ir trabalhar, chamo isso de domínio próprio. No decorrer de sua jornada, ele vai se deparar com os piores problemas sociais. Então, se estiver bem espiritualmente, terá domínio sobre a situação. Com isso, quem ganha é a sociedade”, declarou o Major Roni.

Direção de Deus

Um exemplo de reconhecimento do trabalho do UFP, pode ser constatado no Estado do Pará. No intervalo de uma semana, o grupo foi convidado a participar de três importantes eventos das forças de segurança, sendo dois militares e um civil.

No dia 31 de janeiro último, foi realizado no salão nobre da Catedral da Fé de Belém, o primeiro “paradão” do Batalhão de Ações com Cães (BAC) da Polícia Militar. Conforme explicou o Pastor Pablo Capelli, responsável pelo Grupo UFP Pará, o termo designa um momento em que toda a corporação se mobiliza com a finalidade de participar de um determinado evento.

Na ocasião, o BAC estava com apenas duas semanas de criação e decidiu realizar o evento para receber as bênçãos e a direção de Deus nas atividades a serem desenvolvidas.

Na oportunidade, estiveram presentes 50 militares, além do Tenente Coronel Luís Marcelo, Comandante do BAC; o Pastor Juá, idealizador do Projeto “Abraçando Belém” e o Pastor Pablo Capelli. Ao final, foi oferecido um café da manhã para todos.

No dia 7 de fevereiro, foi a vez da Universal do Distrito Industrial, na cidade de Ananindeua, receber o paradão do 29° Batalhão de Polícia Militar. Participaram da ação 40 militares, além do Major Guerra, Sub Comandante do 29° BPM.

O objetivo da solenidade foi prestar homenagem aos militares pelos seus atos de coragem, em defesa da sociedade. Durante o ato, os pastores Danilo Ferreira, responsável pela Universal e Pablo Capelli oraram em prol dos militares e de seus familiares. Ao final, também foi oferecido um café da manhã e o livro “Como Vencer Suas Guerra Pela Fé”, para todos presentes.

Livramento, certeza e proteção

Simultaneamente, no mesmo dia, o Bispo Genivaldo Sena, os pastores Moises e Renato, juntamente com os voluntários do grupo UFP, estiveram na Superintendência da Polícia Civil da cidade de Altamira. Ali, realizaram o momento de reflexão, além da oração de proteção para os delegados.

Compareceram o Delegado Walison Damascena, Superintendente Regional; o Delegado Moab Khayan, Diretor da Seccional; a Delegada Tatyana Lafeta, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM); e o Delegado Godofredo Borges, Corregedor da 11ª Região Integrada de Segurança Pública – Regional Xingu.

Conforme explicou o Pastor Pablo Capelli, essas iniciativas além de prestarem uma assistência física, social e espiritual, proporcionam conforto ao trabalho estressante desses profissionais.

“Eles sentem uma diferença no trabalho e na vida pessoal. Apesar de muitas vezes enfrentarem um plantão estressante, sempre que ouvem uma Palavra de Fé, sentem revigorar o ânimo e a força para seguir em frente. O livro de Romanos 13:1 diz que toda autoridade é constituída por Deus, e quando O colocamos à frente das nossas ações, temos o livramento, a proteção e a certeza de que tudo dará certo”, concluiu o Pastor Pablo.

Para conhecer mais sobre o trabalho do grupo UFP, clique aqui.


Ações da UFP revigoram o ânimo das forças de segurança no Pará
  • Cesar Gonçalves / Fotos: cedidas 


reportar erro