Rede aleluia

Notícias | 3 de agosto de 2019 - 11:56


“A Universal é hoje o maior suporte dentro do sistema carcerário”

A declaração acima é da assessora da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará. Ela ressalta a importância do trabalho da UNP. Assista

A superlotação é um problema comum em todo o sistema carcerário no Brasil, sendo que uma parcela significativa desses presos é provisória, ou seja, que ainda não foi julgada e, sequer, condenada.

Este cenário, onde as unidades prisionais estão sendo ocupadas além de sua capacidade, não somente é um facilitador para fugas e rebeliões, mas, também, torna ainda mais árdua a tarefa de ressocialização destes indivíduos.

Recentemente, a doutora Ivanilda Pontes, assessora da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (SUSIPE), declarou a importância do trabalho da Universal nos presídios.

Ivanilda ressaltou que a Universal é hoje “o maior suporte dentro do sistema carcerário”, porque leva seus milhares de voluntários (referindo-se aos integrantes do grupo Universal nos Presídios – UNP) – devidamente preparados – de acordo com as normas de segurança e disciplina que o sistema exige.

Tudo isso, revelando a dedicação da igreja por acreditar que por meio da fé, o ser humano é recuperável e que vale a pena investir naquela pessoa que está encarcerada.

Atualmente, em suas 48 unidades prisionais com capacidade para 9.970 encarcerados, a SUSIPE contabiliza uma população carcerária com 18.242 internos. E a excelência com que a UNP tem realizado o trabalho junto aos presos e suas famílias, ressalta a assessora, tem sido referência para outras instituições.

Assista no vídeo abaixo a declaração da assessora, concedida ao Bispo Eduardo Guilherme, atual responsável pelo trabalho da Igreja no estado:

Faça parte deste trabalho

O sistema carcerário não faz um favor à igreja ao autorizar a realização do trabalho da UNP em suas unidades. A lei, como bem mencionou a assessora no vídeo, assegura que a igreja (independentemente da denominação) cumpre um papel fundamental no trabalho de resgate destes internos.

Entre 2017 e 2018, 13 milhões de Bíblias, kits de higiene e livros foram entregues. Todo o trabalho feito pela Universal tem resultado em vidas transformadas. No ano passado, foram 63.163 batizados nas águas e 2673 ex-detentos hoje fazem parte do projeto como voluntários.

Se você deseja ser um voluntário ou financiar essa Obra, procure uma Universal mais próxima de você. Os endereços você encontra clicando aqui.

Para conhecer mais ações que o grupo realiza em todo o País e no mundo, clique aqui.


  • Núbia Onara / Foto: Reprodução 


reportar erro