Rede aleluia
A rivalidade entre Barzilai e Hannibal
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de junho de 2019 - 00:05


A rivalidade entre Barzilai e Hannibal

Jezabel, na Record TV, mostra dois generais de exércitos distintos e de caráter opostos

A rivalidade entre Barzilai e Hannibal

Muitas são as lições que o telespectador tem acompanhado na macrossérie Jezabel, da Record TV, principalmente por meio de personagens que despertam tanto sua empatia quanto sua aversão. Dentre os mais queridos, está o general do exército israelita Barzilai, interpretado pelo ator Timóteo Heiderick. O personagem é um homem forte, combatente e corajoso. Ele demonstra ser bem preparado para as guerras e é temente ao Deus de Israel e fiel a seus princípios.

Na trama, a vida de Barzilai, bem como a de todo o povo israelita, mudou desde que Israel passou a conviver com o povo fenício em Samaria, após o casamento do rei Acabe (André Bankoff) com a princesa idólatra Jezabel (Lidi Lisboa). O principal objetivo da nova rainha é impor a absoluta adoração aos deuses pagãos Baal e Asserá. Antes da chegada dos fenícios e de sua rainha idólatra, Israel adorava a um Único Deus e seguia os Seus mandamentos.

O profeta Elias (Iano Salomão) se opôs firmemente àquela situação. Porém, o rei Acabe não lhe deu ouvidos, tornando-se também idólatra. Então, uma seca terrível, avisada antes pelo profeta Elias a mando do Senhor, acabou assolando Israel.

Devido à falta de chuva e de alimentos, Jezabel ordenou a morte de Elias e dos outros profetas em um massacre promovido pelos soldados fenícios. Diversos homens de Deus foram mortos. Porém, alguns conseguiram escapar, inclusive Elias. A captura e a morte desse profeta continuaram sendo a maior ambição da rainha.

O casamento dela e de Acabe não trouxe apenas a comitiva fenícia para Israel, mas também o exército fenício comandado pelo general Hannibal (Rafael Sardão). Ele é forte, estrategista e rigoroso com seus subordinados. Faz de tudo para agradar a Jezabel e vê em Barzilai seu maior inimigo por saber que ele protege os profetas e que jamais daria informações sobre o paradeiro de Elias.

Hannibal se recusou a dividir o comando do exército de Israel ao lado do rival e propôs um duelo entre os dois. Barzilai derrotou Hannibal na frente de todos, após encostar sua espada na garganta do fenício. Contudo, poupou a vida dele. Apesar da vitória do israelita, Acabe decidiu manter os dois no comando do exército.

Quem eles representam
Os generais podem facilmente representar dois perfis de cristãos: aquele que tem a direção de Deus em sua vida e vive para
agradá-Lo, depositando nEle toda a sua confiança; e aquele que não tem dentro de si o temor ao Senhor, por isso, vive sem direção, confiando apenas em pessoas, amizades e até em bens materiais.

Barzilai é temente a Deus, por isso respeita as autoridades por Ele constituídas. Ele chegou a interceder junto ao rei Acabe pela vida dos profetas e seus familiares, porém não foi ouvido. Mesmo diante dos erros do rei, como o de adorar aos deuses, ele permanece sendo leal. É um homem que respeita as mulheres, o que põde ser notado quando ele ficou preocupado ao receber três fenícias em sua residência a mando do rei. Definido em sua fé, não aceitou imagens dos deuses fenícios trazidos por elas, mesmo sabendo que com essa atitude ele correria riscos.

Por ter o caráter íntegro, Barzilai resistiu às provocações e investidas de Dido (Juliana Xavier) que, a mando da rainha, tentou por vezes seduzi-lo para obter informações sobre o esconderijo de Elias. Mesmo passando por momentos de dificuldade, não se desesperou quando ela, após uma tentativa fracassada de seduzi-lo, rasgou parte das próprias vestes e o acusou de tê-la atacado. A falsa denúncia chegou aos ouvidos do rei que o destituiu, de forma injusta, do posto de general. Porém, depois, o rei reconheceu seus anos de serviço, sua honra e seu caráter e o restituiu ao posto de general novamente.

Já Hannibal não demonstra lealdade, é amante de Jezabel e faz de tudo para estar ao lado dela. Ele vive de intrigas e confusões para se dar bem. Inseguro, não aceita que outro soldado conquiste a confiança da rainha. Sem a direção de Deus, não tem limites em seus atos.

Com base nesses personagens, faça uma análise sobre qual tipo de cristão você tem sido. Acompanhe Jezabel, de segunda a sexta-feira, às 20h45, e saiba o que acontecerá com eles.


A rivalidade entre Barzilai e Hannibal
  • Kelly Lopes / Fotos: Edu Moraes 


reportar erro