Rede aleluia
A quem dar ouvidos? Aos profetas do caos ou aos da fé?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 31 de maio de 2020 - 00:05


A quem dar ouvidos? Aos profetas do caos ou aos da fé?

Deus avalia a qualidade da nossa fé diante dos desafios. Saiba mais

A quem dar ouvidos? Aos profetas do caos ou aos da fé?

É nos tempos difíceis que uma pessoa consegue conhecer o que realmente há dentro de si. Inclusive, a prova separa os fiéis dos infiéis.

Podemos observar isso nos tempos de Gideão.

Naquela época, havia os povos midianitas, que viviam nos desertos da Síria e da Arábia. Constantemente, eles invadiam as terras dos israelitas, destruindo as plantações e roubando os animais de cultivo. Assim, os israelitas ficavam sem recursos e em meio à pobreza. Eles viviam oprimidos e sem reação, a ponto de habitarem escondidos nas cavernas e montanhas.

Certo dia, o Anjo do Senhor apareceu para Gideão, da tribo de Manassés. Aquele homem simples estava escondido malhando trigo em uma área destinada ao processamento de vinho, mas o Anjo do Senhor o animou.

Então, mesmo diante de um cenário negativo, Gideão creu nas Palavras do Altíssimo e revelou a sua fé. Desse modo, Deus o instruiu a libertar Israel daquela situação (Juízes 6.14). Mas o exército inimigo estava em uma aparente vantagem. Eram 135 mil soldados contra os 32 mil israelitas.

Ainda assim, Deus quis revelar a Sua glória e disse para Gideão que havia muitos alistados. Então, o Altíssimo o instruiu sobre como escolher um seleto grupo para aquele combate.

Primeiramente, Gideão separou aqueles que tinham medo de lutar, ficando somente 10 mil pessoas (Juízes 7.3). Depois o restante dos alistados foi conduzido ao rio para beber água. Porém aquilo era um teste e eles não sabiam. Desse modo, somente os que levaram a água até a boca, em vez de se abaixarem, é que foram aprovados. Nesta seleção, Gideão separou apenas 300 soldados para combater os inimigos. Mas era o suficiente para vencer, revelando o poder do Senhor.

Sobre esta passagem bíblica (Juízes 7.4-7), o Bispo Edir Macedo observa em suas anotações de fé: “Ao ficarem de joelhos e abaixarem a cabeça para beber a água, perderam a capacidade de vigilância. Eles foram mandados para casa, pois demonstraram não ter as qualidades necessárias para fazerem parte do exército do Deus Vivo. Ser escolhido pelo Eterno é o maior privilégio que alguém pode ter. Porém é preciso enxergar as circunstâncias com os olhos da fé, para que o propósito dEle se cumpra. Certamente Gideão escolheria lutar com um grande número de soldados, mas se submeteu à direção recebida. Isso mostra que crer no Altíssimo requer confiança plena na Sua maneira de agir”.

Qual é a qualidade da sua fé?
Igualmente, nos dias de hoje, em meio aos desafios diários, Deus avalia a qualidade da fé dos que se alistam entre o Seu povo.

Diante do cenário atual gerado pela pandemia do novo coronavírus, surgiram muitos “profetas do caos”. Pessoas que fazem previsões e afirmações catastróficas, criando um quadro assustador quase como em uma torcida para que tudo dê errado.

Porém aqueles que são fiéis ao Altíssimo preferem dar ouvidos à voz da fé sobrenatural, que desafia as circunstâncias. E, tal qual Gideão e os 300, partem para cima dos problemas e vencem.

Sobretudo, porque a fé nos é dada pelo Altíssimo para que possamos usá-la em momentos como os de hoje: cheios de obstáculos. É uma ferramenta para os combates e confrontos espirituais, pois a glória de Deus é ainda maior quando o problema é maior.

É por isso que, ao longo de toda a história, Deus tem buscado os revoltados na fé. Foi assim com Gideão, Abraão, Davi, Ezequias e tantos outros. São pessoas que confiaram no Senhor e revelaram a sua fidelidade a Ele, mesmo diante das guerras e cenários desanimadores.

Assim, Deus não Se manifesta para quem não tem coragem de tomar uma atitude de fé, pois, para Ele, o revoltado espiritual tem algo importante: a disposição e a coragem para agir.

Portanto, não dê ouvidos aos “profetas do caos”, use este momento para catalisar a sua fé e não aceite a situação em que você se encontra.

Aprenda a manifestar e a exercitar a sua fé sobrenatural no Deus Vivo. Para isso, participe, com reverência, dos cultos on-line que são transmitidos, ao vivo, pela TV Universal, Univer Vídeo, Rede Aleluia de rádio, pelos canais de TV 21, CNT e Rede Família, além das redes sociais oficiais da Igreja.

Domingo: 7h, 9h30, 15h e 18h
Segunda-feira: 7h, 10h, 15h, 18h30 e 22h
Terça a sexta-feira: 10h, 15h e 20h
Sábado: 7h, 10h, 18h e 19h


A quem dar ouvidos? Aos profetas do caos ou aos da fé?
  • Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro