Rede aleluia
A maior mentira que você já ouviu
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Dezembro de 2022 - 00:05


A maior mentira que você já ouviu

O propósito realizado na Universal até 25 de dezembro derruba um velho mito e revela as verdades para quem quer se tornar Filho do Altíssimo

A maior mentira que você já ouviu

Há muitas mentiras contadas por aí, entre elas a de que “todos são filhos de Deus”. Aliás, se pudéssemos eleger a maior fake news de todos os tempos, com certeza, seria essa. Apesar disso, muitas pessoas usam o argumento da paternidade Divina quando querem reivindicar algum direito, alegando que o merecem porque também são filhas de Deus. Será?

Ao mesmo tempo, essa mentira serve de base para que outras pessoas questionem a ação do Altíssimo com perguntas como “por que um Deus tão grande e poderoso deixa Seus filhos sofrerem?” Inclusive, muitos dos que se consideram ateus usam esse argumento para justificar sua descrença. Para eles, “se todos somos filhos de Deus e há guerras, fome, violência, doenças e todo tipo de sofrimento, então Deus não existe”.

É aí que se revela o prejuízo que essa mentira causa na vida de milhões de pessoas: elas esperam ter uma vida com paz, segurança, alegria e bênçãos, mas isso nunca acontece porque elas não são filhas de Deus, o Único que poderia lhes proporcionar isso. O fato é que nem todos os seres humanos são filhos de Deus.

Para esclarecer essa generalização que leva ao erro, a Universal iniciou o propósito das 7 Verdades sobre os Filhos de Deus em 13 de novembro. A cada domingo, até 25 de dezembro, uma verdade será revelada durante as reuniões que ocorrem nas igrejas da Universal em todo o Brasil. Os participantes descobrirão quem são os filhos de Deus de acordo com a Bíblia e como se tornar um deles.

Tal Pai, tal filho
Em uma das palestras sobre o propósito realizada no Templo de Salomão, em São Paulo, o Bispo Renato Cardoso, responsável pelo trabalho evangelístico da Universal no Brasil, esclareceu que o nascimento de um bebê não significa o nascimento automático de um filho de Deus, mas, sim, uma simples prova da capacidade reprodutiva que Deus concedeu ao homem e à mulher ao criá-los. “Para ser filho de Deus tem que nascer de Deus e como é que se nasce de Deus? É pela fé, como está em Gálatas 3.26: ‘Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus’”, explicou.

Porém, o fato de crer em Deus não torna uma pessoa filha dEle, pois a Bíblia mostra que até o diabo crê em Deus (Tiago 2.19), embora seja adversário dEle. A crença no Altíssimo deve ter origem em uma fé real, cultivada na prática da Palavra de Deus. “Ser filho de Deus não é ter conhecimentos bíblicos, frequentar uma igreja, saber das histórias bíblicas nem apenas ter bons princípios morais ou bom caráter – tem ateu que tem bom caráter. Assim como olhamos para uma criança perto do pai e vemos traços dele nela, ser filho de Deus significa ter a imagem e a semelhança de Deus em nós, em todos os sentidos. Jesus disse para um de Seus discípulos que pediu que Ele lhes mostrasse o Pai: ‘quem me vê a mim vê ao Pai’ (João 14.9). É isso que acontece quando a pessoa é filha de Deus. Quando uma pessoa nasceu de Deus, quem olha para ela vê os traços e as características do Pai nela. Essa pessoa tem a imagem de Deus”, ensinou.

O Bispo alertou que “não ter nascido de Deus” é o maior problema que uma pessoa pode ter, pois ela “é uma órfã (espiritualmente falando) perdida neste mundo e o pior: além de ter uma vida de péssima qualidade neste mundo, quando morrer ela ainda perderá a Salvação”.

Verdades reveladas
Nos dois primeiros domingos do propósito, duas verdades sobre os filhos de Deus foram reveladas. Em 13 de novembro, a reunião abordou a primeira menção feita por Deus sobre Seus filhos na Bíblia, em Gênesis 6.2-5, e discutiu como a maldade tinha contagiado a mente e o coração das pessoas. Em seguida, o Bispo Renato falou da primeira verdade: os filhos de Deus nunca cultivam maus pensamentos. “Os filhos de Deus entendem que a mente humana precisa estar conectada com Deus e ser protegida, preservada, para que Deus possa falar nela. Com consciência, os filhos de Deus dominam seus pensamentos e, assim, a maldade e a malícia não conseguem entrar”, disse.

A segunda verdade, revelada em 20 de novembro, é que muitas pessoas acham que são filhas de Deus, mas o comportamento delas, em vez de trazer honra para o Pai, é como uma mancha, como está escrito em Deuteronômio 32.5-6. Em outras palavras, elas agem de modo contrário ao esperado de um verdadeiro filho de Deus: “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” (Filipenses 2.15).

Segundo o Bispo Renato, “resplandecer como astro” não significa ser “famosinho” ou usar roupas espalhafatosas, mas revelar o brilho natural da Presença do Espírito de Deus. “O filho de Deus tem vida em seus olhos. Há um caráter ilibado, diferente, quem é filho dEle não faz as falcatruas, os cambalachos que as pessoas fazem neste mundo. Se você é filho de Deus, você vive uma vida reta, você tem sabedoria na forma como se conduz, tudo isso é fruto do Próprio Espírito Santo que está dentro de você”, disse.

Participe
As palestras do propósito ocorrem aos domingos e são abertas a todos que queiram se tornar filhos de Deus. Acesse universal.org/localizar e veja o endereço da Universal mais próxima de você.

Jejum de Daniel

Se você deseja fortalecer o seu relacionamento com Deus, participe do próximo Jejum de Daniel, que começa no dia 11 de dezembro e se encerra em 31 de dezembro. No fim do propósito, a ministração do derramamento do Espírito do Santo vai ocorrer direto de Israel. Não perca!


A maior mentira que você já ouviu
  • Núbia Onara / Foto: Getty Images e Demetrio Koch 


reportar erro