Rede aleluia
A dor da perda pode ser superada?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de Janeiro de 2023 - 21:46


A dor da perda pode ser superada?

O programa Fala Que Eu Te Escuto ouviu especialistas sobre o assunto. Confira

A dor da perda pode ser superada?

Você já perdeu uma pessoa querida? Acredita que essa dor pode ser superada ou é irreparável?

O que analisar:

O programa Fala Que Eu Te Escuto discutiu o assunto para entender o que dizem os especialistas e a opinião do público.

Opinião dos especialistas:

“A dor é inevitável e ela vai acontecer, por ser um processo instintivo, qualquer ser humano vai passar por essa dor.  Contudo, já ficou comprovado pela ciência que as pessoas conseguem em maior ou menor grau, curar e diminuir essa dor, dependendo das ações que ela tem e do seu perfil de personalidade”, explicou o consultor comportamental, Rubens Barreto.

“A dor da perda normalmente tem cinco fases de evolução: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Então, quando a pessoa tenta encontrar, de forma racional, uma explicação para aquela perda é uma forma que ajuda nesse processo”, destacou o psicólogo, Dr Akira Yano.

Clique aqui para assistir ao programa na íntegra.

Anote aí:

O programa Fala Que Eu Te Escuto é exibido nas madrugadas da Record TV, com transmissão ao vivo também pelo Facebook. Sempre debatendo temas atuais e polêmicos.


A dor da perda pode ser superada?
  • Redação / Foto: iStock 


reportar erro