Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de março de 2018 - 03:05


A dama da fé, de Ester Bezerra

Um livro repleto de segredos da esposa do Bispo Edir Macedo

Há um dito popular que diz que “por trás de um grande homem, sempre há uma grande mulher”. Contudo, a mulher em questão caminhou e caminha ao lado desse homem, o amor de sua juventude, de quem ela se declara fã até hoje.

Sempre discreta e de poucas palavras, Ester Eunice Rangel Bezerra, casada há mais de 45 anos com o Bispo Edir Macedo, tem sido o arrimo do fundador e líder espiritual da Universal. Ao lado dele, ela enfrentou calada os maiores desafios de sua vida, em uma jornada regada por lutas, amor, companheirismo, renúncias e fé.

Rompendo as barreiras do silêncio, ela revela detalhes de sua trajetória na biografia Ester Bezerra – Minha História: A Dama da Fé. O livro é recheado de desabafos, revelações e memórias da autora, ilustrado com fotos pessoais, além de trazer depoimentos de pessoas próximas. A criação da obra contou com mais de 40 horas de entrevista ao jornalista e escritor Douglas Tavolaro, coautor.

“Não foi uma missão fácil. Tocar em antigas feridas, expor minhas fragilidades, reconhecer erros, desvendar minha intimidade como nunca pensei fazer e expressar meus pensamentos sem restrições. Colocar tudo isso no papel demostrou-se mais difícil do que eu imaginava”, disse a autora.

Ester conta detalhes exclusivos de sua infância, adolescência, como conheceu seu grande amor, o rápido noivado e o casamento. Revela ainda quais foram suas posturas diante do confronto de personalidades, hábitos e defeitos dela e do esposo e diz que “se tivesse uma cena capaz de reproduzir com precisão minha relação com Edir ao longo das décadas, talvez seria a de um homem de atitude, com fé, enérgico, nervoso, por vezes agressivo no falar, e uma mulher o tempo inteiro tentando apaziguá-lo, pacata, silenciosa e mansa”.

A autora também fala da realização e das dificuldades com a maternidade, do surgimento da Universal e das muitas lutas enfrentadas no decorrer dos anos, como a prisão de seu esposo e o ódio gratuito de muitas pessoas, além de traições e decepções com pessoas próximas.

Ester conta suas renúncias, seus constantes deslocamentos por causa do trabalho evangelístico em vários países, as dificuldades de adaptação ao clima nesses locais, os aprendizados, o desapego e tudo o que passou por uma causa maior: a Obra de Deus.

Trata-se da vida de uma filha, mãe, avó e esposa engajada em auxiliar o marido na recuperação de vidas sofridas ao redor do mundo. Uma história edificante e de leitura prazerosa, que narra a vida, as lutas e as vitórias de uma mulher forte, que se apoiou na confiança e na comunhão com Deus para vencer todas as adversidades.


  • Por Kelly Lopes/ Foto: Fotolia e Reprodução 


reportar erro