Rede aleluia
3ª vigília do Fogo Abrasador, no Templo de Salomão
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de novembro de 2020 - 09:47


3ª vigília do Fogo Abrasador, no Templo de Salomão

A reunião foi ministrada pelo Bispo Edir Macedo a todos os servos, com transmissão para todo o Brasil

3ª vigília do Fogo Abrasador, no Templo de Salomão

Nesta sexta-feira (20), diretamente do Templo de Salomão, com transmissão para todo o Brasil, o Bispo Edir Macedo ministrou a 3ª Vigília do Fogo Abrasador. 

Durante a reunião, o Bispo pontuou as dificuldades que muitas pessoas enfrentam em suas vidas, seja com problemas familiares, financeiros ou de qualquer outra natureza. 

“Eu sei o que é dificuldade. Viver contando as moedinhas para poder trabalhar. {…} Nunca ninguém me ajudou ou estendeu a mão para mim”, lembrou o Bispo. 

Ele ainda trouxe à memória os momentos em que não tinha o que colocar em sua mesa e se sentia humilhado, diante da situação de aperto financeiro, mesmo já servindo a Deus. 

“Fiquei tão humilhado quando ela [sua esposa] pediu dinheiro e eu não tinha nem um centavo, porque as moedas que eu tinha eram para eu ir ao trabalho e não tinha nem como voltar”, recordou-se. 

Essa situação, no entanto, despertou nele uma revolta. Revolta para desfrutar de uma vida de qualidade. Por isso, o Bispo cobrou de Deus, com base em Sua Palavra, as bênçãos que Ele prometeu.

“Quando a gente tem o Espírito Santo, a gente encontra dificuldade. E essa dificuldade é para que a gente venha aprender a desenvolver a nossa fé. Além do mais, quando você tem o Espírito de Deus, você não depende mais de ninguém”, explicou.

A pessoa que deseja ter o Espírito Santo e, consequentemente ser a própria bênção, no entanto, deve ser vigilante e não se deixar levar pela cobiça.

“Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.” Gálatas 5:17

O Bispo destacou que “a cobiça é desejar algo que é dos outros”, o que Deus condena. Por isso, para que não caia neste erro, o ser humano precisa contar com a ajuda do Espírito Santo. 

“Quando você tem o Espírito Santo, você tem o discernimento espiritual para não cobiçar nada que é dos outros. Quando você não tem o Espírito Santo e vê os testemunhos de pessoas que foram prósperas, tiveram a família reconstruída e cobiça o que eles têm, você está colocando em risco a sua própria salvação”, alertou o Bispo Edir Macedo. 

Ademais, o Bispo afirmou que “quando você for honrado por Deus com o Espírito Santo, você vai honrá-lO com sua vida”, mas para isso “primeiro você tem que honrá-lO”. E, de acordo com o Bispo, para honrar a Deus é necessário “se entregar de verdade”, completou ele.

Em seguida, o Bispo realizou uma oração pelos que desejavam entregar suas vidas a Deus, a fim de que recebessem o Espírito dEle.


3ª vigília do Fogo Abrasador, no Templo de Salomão
  • Rafaela Dias / Foto: Reprodução Univer Vídeo 


reportar erro