Rede aleluia
Você realmente quer mudar?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 4 de Outubro de 2020 - 21:00


Você realmente quer mudar?

Uma vez que você decide mudar, imediatamente muda por dentro: as suas ideias, os seus desejos, a sua vontade, os seus compromissos. Entenda

Você realmente quer mudar?

Ela acordou com aquela sensação de culpa novamente, mas, como sempre, preferiu ignorar o problema – afinal de contas, ninguém muda de uma só vez; leva tempo e, isso, ela tinha de sobra. Ela é membro da igreja, batizada há algum tempo, é fiel nos dízimos e até faz parte de um grupo. Por isso, certamente, Deus está tão satisfeito com o seu trabalho e esforço que seus pecados escondidos são compreendidos – Deus entende… ela é fraca como tantas outras mulheres. Na verdade, ela até tem uma vantagem sobre as outras: louva a Deus regularmente – e isso deve fazer alguma diferença, certo?

Errado. As nossas obras não encobrem, nunca encobriram e nunca encobrirão os nossos erros. Eu costumava achar que as pessoas custavam a mudar, porque precisavam de tempo; contudo, recentemente, cheguei à conclusão de que ninguém precisa de tempo para mudar! O Senhor Jesus disse: “Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno” (Mateus 5.37). Em outras palavras, quando você decide mudar, você muda. Ponto final. Não precisa de tempo.

O problema é que muitas pessoas dizem que decidiram mudar, só que ficam dizendo para si mesmas e para os outros que estão “mudando”… Essa conversa de “mudando” é apenas uma desculpa. Ou você muda ou não muda. Não depende de tempo – aliás, tempo nada tem a ver com isso. Uma vez que você decide mudar de verdade, você imediatamente muda por dentro: as suas ideias, os seus desejos, a sua vontade, os seus compromissos, e tudo o mais que se relaciona à decisão tomada. Começa por dentro e os resultados são vistos através de suas atitudes e decisões de evitar as coisas que lhe impedem de mudar. Isso não é impossível, é? Seja honesta.

É impossível não ouvir aquele tipo de música que perturba o seu espírito? É impossível não mentir? É impossível evitar aquelas amigas que a levam para o caminho errado? É impossível se submeter ao seu esposo? É impossível deixar o orgulho de lado e reconhecer os seus erros? É claro que não. Se você acha que é, então você não quer mesmo mudar, quer? Talvez esteja à espera de que a mudança aconteça sem que tenha que evitar as coisas que gosta de fazer – como num passe de mágica.


Você realmente quer mudar?
  • Cristiane Cardoso / Foto: Reprodução 


reportar erro