Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 29 de outubro de 2018 - 13:03


Você errou, e agora?      

Agora você terá que colher as consequências dos seus erros. Isso é um fato. Não queira se esquivar disso pedindo perdão, chorando, implorando para quem sofreu com o seu erro, que tudo volte ao que era antes. Nem com Deus é assim.

Na Bíblia, vemos vários exemplos disso. Quando Moisés tocou na pedra duas vezes mostrando sua incredulidade para com Deus, ele foi severamente punido por Deus e não pôde entrar na Terra Prometida. Mesmo depois de se desculpar, e ser tão fiel a Ele por todos os anos que passou no deserto, sacrificando, tolerando o povo e fazendo a vontade de Deus.

Mas Deus não havia perdoado Moisés? Sim, e daí?

Perdão não significa isenção de consequências. Moisés ainda pediu uma última vez para Deus deixá-lo entrar na Terra Prometida, e Deus disse não, mas o deixou ver de longe.

Quando você pede perdão pelo seu erro, você está dando um fim nele, só isso. A pessoa que não pede perdão dá continuidade ao seu erro, é por isso que ele não se dissolve com o tempo, como ela tanto quer. Ela pede perdão a Deus e pensa que tudo será resolvido, já que se “arrependeu” diante de Deus, só que não. O erro foi cometido contra alguém e, enquanto você não chegar até essa pessoa e pedir perdão a ela, ele não cessará.

Depois do pedido de perdão, então, vêm as consequências do seu erro. Você traiu, mentiu, enganou? Agora terá que lidar com a desconfiança e trabalhar para conquistá-la novamente, o que pode demorar um bom tempo.

Veja que perdão é extremamente importante para dar um fim ao seu erro, mas ele por si só não basta. E não pense que o tempo basta também, porque enquanto você não entender o que lhe fez errar, a dúvida sobre a sua verdadeira mudança continuará em pauta.

Depois do perdão, busque onde e quando foi que você começou a errar. Ninguém erra do nada, há um protocolo para o pecado. Começa na mente, através de uma ideia, um pensamento, um comentário, que vai dando lugar a outros pensamentos e outras ideias, que abrem espaço para certos “novos” comportamentos e hábitos, que chegam, finalmente, ao pecado.

Você foi perdoada? Agora volte lá atrás e veja onde a semente que deu vida ao pecado nasceu e onde ela está agora, e dê um fim nela.

Na fé.


  • Cristiane Cardoso / Foto: iStock 


reportar erro