Rede aleluia
Primeiro amor
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 29 de Dezembro de 2022 - 09:40


Primeiro amor

Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Apocalipse 2:4

Primeiro amor

Como assim, primeiro amor?

Assim como temos as fases da vida: infância, adolescência, fase adulta… O amor também tem as suas e a primeira é a mais pura delas, assim como a nossa infância, quando, ao invés de sermos cheios de achismos, éramos como uma esponja e absorvíamos tudo que estava a nossa disposição. No entanto, com o tempo, passamos a questionar tudo que os nossos pais diziam e, assim, formando e concluindo tudo da nossa própria cabeça, julgando ser isso “personalidade própria”.

E é exatamente assim que muitos cristãos fazem com Deus. Um dia creram NEle sem questionar, duvidar, rebater com a Sua Palavra… Hoje, porém, cheios de personalidade própria, nem à Igreja vão mais, afinal, dizem não precisar já que Deus está em todos os lugares.

E lá se foi o primeiro amor!

O que seria de mim se eu deixasse de olhar para os meus pais como olhava quando criança? Não os ouviria nem me importaria mais com o que pensam.

Da mesma forma, o que seria de mim se deixasse de olhar para o Renato Cardoso como na primeira vez que meu amor se despertou por ele? Não o valorizaria tanto quanto hoje.

O primeiro amor é a referência para todos os relacionamentos que têm, como alvo, durarem até o fim.


Primeiro amor
  • Cristiane Cardoso 


reportar erro