Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 29 de fevereiro de 2020 - 19:17


Errou com Deus

Quando você erra com Deus, a primeira sugestão que chega aos seus ouvidos é de largá-Lo de vez

“E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto…” Gênesis 17:5

É interessante ver que Deus mudou o nome de Abraão enquanto ele ainda não era pai de muitas nações. Normalmente, a gente nomeia alguém por um feito, ou por algo superado ou conquistado, mas não é assim que Deus trabalha. Deus nos dá um novo nome antes mesmo de nos dar uma reputação nova. Isso porque o novo nome não está ligado aos nossos feitos ou muitas obras, e muito menos ao nosso passado, mas está ligado a quem a gente é.

Deus mudou o nome de Abraão depois de doze anos sem se comunicar com ele. Muitos no lugar de Abraão teriam pensado que Deus os abandonou. Afinal, Abrão tinha dado uma baita bola na trave depois que Deus deu a ele vitória sobre os reis mais poderosos da região, quando ele deu ouvidos a Sarai e se deitou com Agar, para dar uma ‘ajudinha’ na promessa de Deus. Com certeza, Abrão viu o erro que cometeu antes mesmo de Ismael nascer, pois os problemas de casamento que ele não tinha, passaram a existir.

Isso que acontece quando tentamos fazer as coisas do nosso jeito, sem pensar no que Deus pensa a respeito. Colocamos os pés pelas mãos e depois ficamos com vários pepinos na mão. Mas o importante é não abandonar a fé.

Quando você erra com Deus, a primeira sugestão que chega aos seus ouvidos é de largá-Lo de vez. “Afinal, já era, agora não tem mais jeito pra você, não merece o perdão de Deus, não você, que já devia saber o certo do errado, pra você não tem perdão, vai e se lança logo no mundo!”. Mas se pergunte: o que é mais prático, errar, mas se consertar, ou errar e voltar a errar mais? Já que a conta sempre chega, o mais prático e inteligente é se consertar, obviamente! Mas não é isso que a maioria das pessoas que caem no pecado faz, infelizmente. Pensam que o jeito é viver no pecado…

Deus deixou Abraão pagar pelas consequências do seu erro, mas não O abandonou justamente porque Abraão aceitou pagar e aprender com elas. Abraão tanto aprendeu que quando Deus falou com ele de novo, depois de tantos anos, já foi pra mudar o seu nome!

Você errou? Pague pelo seu erro, mas não vá morar nele! Se conserte, aprenda a não cair mais na mesma cilada e seja perseverante em se consertar diante de Deus. Ele não te abandonou e não vai te abandonar, desde que você não O abandone de vez.

Na fé.


  • Cristiane Cardoso / Foto: Getty Images 


reportar erro