Rede aleluia
Padre é acusado de desviar dinheiro de associação para enriquecimento próprio
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de agosto de 2020 - 12:37


Padre é acusado de desviar dinheiro de associação para enriquecimento próprio

Ele também está ligado a diversas transações financeiras para compra de imóveis, gado, empresas de comunicação e minério

Padre é acusado de desviar dinheiro de associação para enriquecimento próprio

Um famoso padre da região de Goiás está sendo acusado de crimes como apropriação indébita, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

Ele é Robson de Oliveira (foto acima), de 46 anos, reitor da basílica de Trindade e presidente da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). Esta última foi criada com o objetivo de arrecadar dinheiro para o auxílio de fiéis e a construção da nova basílica de Trindade, em Goiás.

A suspeita é que ele lidere a organização criminosa que desvia o dinheiro de doações para a entidade. A quantia investigada chega a quase R$ 2 bilhões. A Justiça autorizou a quebra de sigilo dos dados bancários, fiscais, telefônicos e telemáticos, além da interceptação telefônica dos investigados.

Esquemas

A construção da nova basílica começou em 2012, com previsão de entrega para 10 anos. Mas, oito anos depois, a construção ainda está em fase inicial, nos alicerces. Com o valor arrecadado até agora (cerca de 20 milhões mensais), ela poderia ter sido construída e reconstruída várias vezes, de acordo com a investigação.

Ele também está ligado a diversas transações financeiras para compra de imóveis, gado, empresas de comunicação e minério. O Ministério Público do Estado de Goiás (MP/GO) chegou a pedir a prisão do religioso, mas a Justiça negou.

Na sexta-feira (21), o padre Robson pediu afastamento das funções de reitor e da presidência da Afipe. Em suas redes sociais, ele negou as acusações e afirmou colaborar para as investigações.

Dois representantes do Vaticano também estiveram em Trindade para investigar a associação e analisar a quantidade de recursos financeiros arrecadados.

Confira a reportagem do Domingo Espetacular:


Padre é acusado de desviar dinheiro de associação para enriquecimento próprio
  • Rafaella Rizzo / Foto: Reprodução Facebook 


reportar erro