Calor e umidade favorecem o surgimento dos fungos que causam o problema

Saiba como combater a Micose


Por Maiara Máximo / Foto: Fotolia

A nossa pele é porta de entrada para muitos tipos de doenças, pois o nosso corpo está exposto a fungos, vírus e bactérias que estão presentes em diversos locais. Um exemplo de enfermidade que pode se desenvolver a partir do contato com esses micro-organismos é a micose, que atinge a própria pele, além de unhas e do couro cabeludo.

O dermatologista Domimberg Ferreira explica que a doença é causada por fungos que proliferam em ambientes onde há calor e umidade. Por isso, nas estações mais quentes, como primavera e verão, a incidência do problema aumenta. Segundo o médico, dentre os fatores de risco, vale destacar a baixa imunidade e os hábitos de vida e de higiene.

Tratamento
Medicações devem ser utilizadas a partir do momento em que a doença dá os primeiros sinais. “O tratamento é feito com uso de substâncias antimicóticas e antifúngicas, que podem ser empregadas tanto por via tópica, sob a forma de cremes e pomadas, como endovenosa (quando a medicação é injetada na corrente sanguínea). Cada tratamento está relacionado à gravidade do caso em questão”, afirma Ferreira.

Vale ressaltar que a prevenção ainda é a melhor opção para manter a saúde em dia. Veja, abaixo, algumas dicas.

Como prevenir

  • Secar cuidadosamente as regiões de dobras do corpo, como axilas, dedos dos pés e virilha
  • Evitar calçados fechados por longos períodos. Prefira os mais largos e ventilados, especialmente no verão
  • Não usar chinelo ou sandália em locais que sempre estão úmidos, como vestiários, saunas e áreas ao redor de piscinas
  • Evitar compartilhar toalhas, roupas, escovas de cabelo e bonés, pois esses objetos podem transmitir fungos
  • Evitar roupas muito quentes e aquelas feitas em tecidos sintéticos, pois elas não absorvem o suor, prejudicando a transpiração da pele
  • Sempre usar o próprio material ao ir à manicure, como alicates, lixas e palitos de unhas

 

Couro cabeludo
Geralmente apresenta-se com prurido e descamação. A micose mais comum nessa região é a dermatite seborreica (caspa) e o tratamento é feito com xampus específicos

Axilas e virilhas
Áreas que naturalmente são quentes e úmidas – ambiente que favorece o aparecimento de fungos que causam a Tinea (impinge). O tratamento pode ser feito com antifúngico via oral e cremes

Unhas
Sítio das onicomicoses (micoses das unhas que aparecem comumente após contaminação em saunas ou piscinas). O tratamento é feito à base de esmaltes que contenham antifúngicos na formulação

Mãos e pés
Pé de atleta e frieiras são os nomes populares das infecções mais comuns nesses locais. Os tratamentos são realizados à base de cremes ou comprimidos

Tórax, abdômen e dorso
São sítios das micoses superficiais, conhecidas popularmente como panos brancos, causadas pela levedura Malassesia furfur. O tratamento é baseado em cremes

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Calor e umidade favorecem o surgimento dos fungos que causam o problema

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games