Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento

Renato e Cristiane Cardoso falam sobre o assunto. Leia e entenda

Por Jeane Vidal / Foto: Istock e Reprodução

Os filmes românticos, de modo geral, são os preferidos dos apaixonados, especialmente das mulheres. Elas se emocionam e chegam a suspirar ao assistirem as lindas cenas de amor, idealizando um relacionamento de maneira idêntica como retratado no filme.

Inegavelmente, os romances produzidos pela indústria cinematográfica são muito bonitos e comoventes. E não podia ser diferente, já que a função dela é justamente mexer com as emoções das pessoas.

Contudo, o que muitos não se dão conta é que esse romantismo exacerbado despertado pelos filmes e novelas e introduzido no inconsciente das pessoas, se não for bem administrado, acaba criando uma expectativa inatingível em relação à pessoa amada. Como resultado surge frustração amorosa.

Referência errada

Recentemente, durante o programa “Escola do Amor Responde”, os apresentadores Renato e Cristiane Cardoso falaram a respeito desse assunto.

Segundo Renato, muitas pessoas que os procuram reclamam que o parceiro não faz mais o que fazia no início do relacionamento.  Por isso, acreditam que o amor esfriou e chegam até a cogitar o fim do relacionamento. Isso porque estão tomando como referência os casais vistos nos cinemas.

Para o apresentador, os filmes românticos fazem um grande desserviço à vida amorosa das pessoas. Em primeiro lugar porque eles podem se tornar veneno para o relacionamento, uma vez que as pessoas, infelizmente, nem sempre conseguem separar ficção de realidade. Porque, ao contrário do que parece, não é uma tarefa tão fácil.

“A nossa sociedade e a nossa cultura são bombardeadas com a ideia de que se o relacionamento não tem mais aquela paixão do início é porque acabou, e, nesse caso, então é melhor partir para outra. Por isso é muito difícil separar realidade da ficção”, esclarece.

Em segundo lugar porque esses filmes levam as pessoas a terem uma ideia equivocada do amor. Principalmente as mulheres, pois muitas criam uma expectativa surreal de que o relacionamento será um mar de rosas todos os dias. E como isso, obviamente, não acontece, porque a realidade não é assim, elas sofrem.

As diversas fases do relacionamento

Mas é importante entender que o relacionamento é feito de fases e é preciso reconhecê-las e se adaptar a cada uma elas. Isso é amadurecimento.

“Tem a fase inicial da paixão, do primeiro beijo, da primeira noite, a lua de mel e tem a fase de maturidade. E o casal tem de saber lidar com a fase atual. Você tem que sintonizar no agora do seu relacionamento. Se fizer a coisa certa, a tendência é melhorar e não piorar”, afirma o apresentador.

Contudo, Renato deixa claro que isso não significa que é proibido assistir filmes românticos. Mas alerta que é preciso muito cuidado com as mensagens que são transmitidas por meio deles. Pois “são verdadeiros venenos para a sua vida amorosa”, afirma.

“Tenha-os como entretenimento, não como referência”, aconselha Cristiane.

Para aprender sobre o amor inteligente participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras no Templo de Salomão e em outras localidades. Consulte aqui o endereço mais perto da sua casa.

ler mais

Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games