Entrelinhas: Marcas do passado

Conheça a história de Patrícia Leal, que aos 8 anos sofreu abuso sexual. Durante a conversa, ela contou como venceu o trauma


Por Michele Roza / Foto: Reprodução

Traumas do passado interferem diretamente na vida pessoal e profissional de algumas pessoas e geram consequências cruciais na saúde emocional. Com o intuito de debater o assunto, o programa Entrelinhas, que foi ao ar no domingo último (23), mostrou a história de Patrícia Leal. Aos 8 anos ela sofreu abuso sexual do próprio pai. Durante a conversa, ela contou como venceu as marcas do passado.

Ninguém está imune a certos acontecimentos que podem ocorrer na vida como a perda de um ente querido, uma traição, uma doença. Principalmente, no caso de um abuso sexual, o trauma pode perdurar por muitos anos, senão por toda uma vida. Visto que, muitas pessoas não conseguem superar as marcas do passado sozinhas. Então, tornam-se angustiadas, amarguradas, inseguras, tristes e deprimidas.

Foi o que aconteceu a Patrícia. Dos 8 aos 13 anos, ela foi abusada sexualmente pelo próprio pai. Em troca do silêncio, recebia dinheiro e também ameaças de que sua mãe morreria se ela contasse a alguém. O pai até então era o seu herói, apesar de ser um homem violento com a esposa. Comportamento que a mãe, da mesma forma, também passou a adotar com a filha.

“Sara os quebrantados de coração, e lhes ata as suas feridas.” Salmos 147:3

O dinheiro se tornou uma lembrança assombrosa. E a culpa roubou a sua identidade. Patrícia cresceu e tornou-se uma mulher que carregava consigo as dores de um trauma de infância. A partir daí tudo em sua vida dava errado. Ela não se achava merecedora do sucesso pessoal ou profissional. Por 25 anos ficou presa às lembranças do passado, vivendo a mesma dor, dia a dia.

Patrícia conta que com toda a raiva que sentia, e com muita arrogância, ela mostrava aos outros por meio do que conquistava quem ela era. Graduou-se e entrou para o mundo dos negócios. Focou tudo no trabalho. Mas, teve vários projetos fracassados, contraiu dívidas e destruiu um casamento de 7 anos. Com uma filha pequena, passou fome e conheceu a miséria.

É possível as marcas do passado cicatrizarem?

Uma atitude pode mudar uma história. Foi por meio de um convite de uma ex-funcionária que ela chegou à uma reunião da Universal pela primeira vez. Até que tomou uma decisão que a fez recuperar a sua identidade, perdoar e reencontrar o amor. Ela afirma que só é possível escrever a própria história quando se tem o Espírito de Deus dentro de si.

“Diz a Bíblia que um abismo chama outro abismo. Ou seja, um problema chama outro problema, uma dificuldade chama outra dificuldade (…) Todo mundo tem a sua história e tem uma história de passado. Mas, chega um ponto que é crucial, o ponto decisivo. A pessoa pensa: até quando vai ser vítima do trauma e do passado?”, disse o Bispo Edson Costa.

“Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.” Isaías 43:18,19

Apresentado pelo Bispo Edson Costa, o programa contou também com a participação de sua esposa, Paula Costa, e do Bispo Sergio Corrêa. Abaixo, você pode assistir ao vídeo na íntegra e saber mais detalhes dessa história surpreendente.

O episódio deste Entrelinhas e todos os programas anteriores estão disponíveis na plataforma online Univer Vídeo.

 

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Entrelinhas: Marcas do passado

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games