O verdadeiro significado do Natal

O que o Natal significa para você? Para muitas pessoas é uma festa religiosa, em que os cristãos celebram o nascimento de Jesus


Por Redação / Foto: Fotolia e iStock

O que o Natal significa para você? Para muitas pessoas é uma festa religiosa, em que os cristãos celebram o nascimento de Jesus. Mas, o verdadeiro significado do Natal vem da Antiguidade, muito antes do Senhor Jesus ter vindo à Terra para dar uma chance de Salvação à humanidade.

Para entender o que originou essa comemoração é preciso voltar pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus, quando se celebrava o solstício de inverno. Pois é quando se tem a noite mais longa do ano no Hemisfério Norte e acontece no final de dezembro. Depois dele, os dias começam a durar mais do que as noites, sendo interpretado como uma vitória da luz sobre a escuridão.

Os romanos chamavam essa comemoração de “Saturnálias” (férias de inverno) em homenagem a Saturno, considerado o deus da agricultura, que permitia o descanso da Terra durante o inverno. Assim, essa data deu origem a diversas festas pagãs e a celebração em Roma se tornou reflexo do solstício.

Em aproximadamente 2 d.C, a data passou a homenagear o “nascimento” do deus pagão persa Mitra, que representava a luz para eles. Mitra, então, ganhou uma celebração exclusiva: o Festival do Sol Invicto.

Aniversário de Jesus?

Passadas algumas centenas de anos, em 221 d.C., o historiador cristão Sextus Julius Africanus propôs à Igreja Católica fixar o aniversário de Jesus no dia 25 de dezembro, data do nascimento de Mitra. O imperador Constantino, então, decretou oficialmente, em 313 d.C, que o dia seria a data do nascimento de Jesus, fazendo uma fusão do culto solar com o culto cristão. Assim, o Festival do Sol Invicto mudou de homenageado. Dessa forma, o Natal passou a ser uma comemoração cristã, porém, herdando os costumes pagãos.

É curioso que não existe nenhuma informação oficial a respeito da data de nascimento de Jesus. Na verdade, diversos especialistas já afirmaram que se fosse para eleger um dia ele, com certeza, não seria no final do ano.

As datas religiosas mais importantes para os primeiros seguidores de Jesus só tinham a ver com a Sexta-Feira Santa (crucificação) e a Páscoa (ressurreição). Líderes afirmavam que não fazia sentido comemorar o nascimento de Jesus, uma vez que seu propósito se cumpriu após a crucificação.

Outro ponto polêmico são os elementos do Natal

Muitos não sabem, mas a árvore de Natal também tem origem pagã. Os nórdicos celebravam na mesma data uma festa intitulada Yule. Coincidência ou não, as cores da celebração eram vermelha, verde, branca e dourada. As famílias decoravam uma árvore com sinos, a traziam para casa e colocavam ao pé dela presentes para os espíritos.

Outro elemento conhecido é o Papai Noel. Existem muitas lendas sobre ele, mas arquivos históricos afirmam que ele era um bispo da Igreja Católica chamado Nicolau, conhecido por sua generosidade. A caracterização da figura do Papai Noel ganhou forma em 1931, durante uma campanha publicitária da Coca-Cola, que usava as cores vermelha e branca.

Por isso, a imagem que se conhece hoje dele virou sucesso de marketing e se espalhou pelo mundo. E assim, desde o Império Romano, o Natal é a mistura entre elementos religiosos e pagãos, que se prolonga no comércio.

Independentemente de tudo isso, é essencial ter em mente que mais importante do que celebrar um “suposto” nascimento do Senhor Jesus é fazer com que Ele nasça em seu interior, ou seja, em seu coração.

O real significado do Natal

Será que você tem pensado que este período serve apenas para presentear entes queridos? Em caso afirmativo, este fim de ano pode ser uma ótima oportunidade para você refletir por que o Senhor Jesus veio a este mundo.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João, 3:16-18).

Se Jesus se manifestasse neste Natal, o que ele diria de tudo o que fazem “em nome dEle”? O que Ele diria a respeito dos seus comportamentos? Jesus pode proporcionar vida abundante a todos, mas, antes disso, o foco da vida de cada pessoa precisa ser Ele, o Altar, e não as coisas e rituais deste mundo.

Então, a pergunta que fica é: sua vida está 100% entregue no Altar dEle? O que você precisa mudar para obedecer Àquele que veio ao mundo para te salvar?

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O verdadeiro significado do Natal

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games