Suicídios de pastores. Estar na igreja é o bastante?

Bispo Edir Macedo fala sobre estar na igreja e não ser cristão


Por Andre Batista/ Imagem: iStock

Nos últimos dias, diversos jornais têm noticiado suicídios de pastores. Uma pastora da Igreja Metodista Wesleyana (que teve sua identidade preservada) enforcou-se após crise depressiva. Já o Pastor Rafael Octávio, da Catedral do Avivamento de Orlândia, jogou-se de uma ponte. Também após forte depressão.

Esses são apenas dois de inúmeros casos de pessoas que conhecem a Deus, mas, infelizmente, não conseguem viver sob Seus ensinamentos.

A Bíblia afirma que “O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela”. 1 Samuel 2:6

Ou seja: só Ele tem essa escolha. Mesmo assim, vemos noticiados muitos suicídios de pastores, missionários, obreiros e cristãos em geral. Portanto, é necessário questionar: estar na igreja é o bastante?

Os suicídios de pastores e outros erros de muitos

Quem frequenta a igreja já ouviu a Palavra de Deus. Pode não ter conhecimento detalhado, mas consegue julgar o que é certo e o que é errado. Tem a capacidade de escolher abandonar o pecado ou seguir nele.

Assim sendo, cometer suicídio, permanecer no vício, ser infiel ou praticar qualquer outro pecado é escolha. E muitos erram em escolher o errado.

Não adianta apenas saber

Em vídeo publicado em sua conta no Youtube, o Bispo Edir Macedo nos lembra que conhecer a Palavra e ignorá-la é o mesmo que deixar sua fé atrofiar:

“Não adianta você saber, se não praticar. É a mesma coisa que o médico. Quando ele se forma, se torna médico. Ele tem a ciência consigo. Mas se ele não pratica essa ciência, esquece. E ele acaba se tornando ignorante. A mesma coisa acontece com o arquiteto, o engenheiro, o advogado. Qualquer profissional que tem o conhecimento e não pratica, acaba deixando de ser profissional.”

Similarmente, qualquer cristão que não pratique o cristianismo deixa de ser cristão. Com efeito, é necessário cumprir o Evangelho o tempo todo. O erro pode acontecer, mas a permanência no erro é opção de cada um.

“Não basta só pregar ou ensinar o Evangelho”, afirma o Bispo. “É preciso haver uma vivência, uma prática daquilo que nós pregamos. Porque se não praticamos aquilo que pregamos, nos tornamos os piores seres humanos.”

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Suicídios de pastores. Estar na igreja é o bastante?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games