Você tem medo de trocar o certo pelo duvidoso?

Empreendedorismo paralelo é a nova tendência do mercado de trabalho para o próximo ano


Por Katherine Rivas / Fotos: Fotolia e Demetrio Koch

Provavelmente, você já comprou algum doce feito pelo seu colega de trabalho ou virou cliente da loja de roupas online que a funcionária de outro setor criou. Saiba que você não é o único! Todos nós já consumimos esses serviços. Além dos citados, consultorias, franquias online e segmentos relacionados à beleza fazem parte do leque de opções quando se fala em empreendedorismo de baixo risco.

Desde 2015, o empreendedorismo paralelo – aquele que implica em abrir um negócio e continuar com o emprego fixo – se tornou o preferido dos brasileiros, uma vez que lhes oferece a segurança de manter um salário fixo mensal e a tranquilidade para empreender sem pressão. Segundo o Caderno de Tendências desenvolvido pelo Sebrae, essa modalidade vai dominar o mercado em 2019.

Cássia Godinho, consultora de negócios do Sebrae São Paulo, explica que o empreendedorismo paralelo é reflexo do desemprego e a informalidade faz com que as pessoas que procuram obter renda extra decidam abrir um negócio próprio. “Mesmo na crise, as pessoas continuam consumindo, isso gera demandas que precisam ser atendidas.”

Para Mauro Fontes, consultor de negócios e CEO da Contabilivre, o que contribui para essa tendência é o uso da internet e os smartphones. “Graças a eles, as pessoas começaram a encarar o trabalho de forma diferente, com horários flexíveis e home office, e têm a chance de ter mais tempo para investir em outros projetos”, aponta.

Como é possível manter o emprego e empreender sem afetar a produtividade? Fontes acredita que o segredo seja esquecer a jornada tradicional do trabalho fixo, que costuma ser de oito horas, e optar por horários flexíveis.

Cássia também destaca que a gestão de tempo é importante. “Planejamento a longo prazo é essencial. Muitos empreendedores produzem de madrugada e vendem os produtos no escritório aos colegas. Mas isso não é nada se não tiver perspectivas.” Também é fundamental que o negócio não dependa 100% da sua presença física.

O caminho das pedras
Para quem está pensando em optar por essa modalidade, os especialistas recomendam a escolha de uma atividade pela qual tenha paixão ou conhecimento. O planejamento também é um ingrediente essencial para trilhar essa jornada. Iniciar um negócio sem estudar qual será o seu público e depender das vendas para amigos e parentes é caminhar para o fracasso.

De acordo com Cássia, o primeiro passo é perceber qual é a demanda do mercado. Em seguida, será necessário cuidar da parte operacional, como, por exemplo, a produção, as vendas, o recebimento de encomendas e a identificação da necessidade de ter ou não equipamentos.

O fator financeiro também deve ser considerado. O empreendedor não deve sacrificar muito das suas economias. “Evite gastar por impulso, alugar um local ou comprar equipamento sem estudar o mercado”, aconselha a especialista.

Fontes também recomenda ter em mente que no começo do empreendimento a prioridade será o emprego fixo, principalmente se o horário de trabalho for mais rígido. Geralmente, é depois de quatro ou cinco anos de empreendedorismo que se consegue avaliar a possibilidade de ser empreendedor em tempo integral.

É preciso ainda fazer um plano de marketing e de divulgação do produto, seja pelas redes sociais, seja por outros meios, e dedicar tempo para cuidar dessas plataformas. “Crie uma identificação para a sua marca e evite o clichê ‘qualidade com preço baixo’”, adverte Cássia. Você pode optar por uma marca tradicional, ágil ou acolhedora, tendo o cuidado para que essas características estejam presentes em todos os processos do negócio.

Fazendo o que ama
Com nove anos de trabalho em um emprego fixo e à procura da independência financeira, o jornalista e radialista da Record TV Danilo Carvalho, de 32 anos (foto a dir.), decidiu aplicar as lições do Congresso para o Sucesso, da Universal, e dar a si mesmo a chance de fazer também o que ama. Apaixonado pelo mundo artístico desde a faculdade, ele criou a agência Fio Condutor, que oferece serviços de assessoria e fotografia para celebridades e empresas do segmento de moda, beleza e cosméticos.

“Escolhi a fotografia como uma das minhas frentes e, ainda na faculdade, paguei um professor para fazer o logotipo da empresa, abri um CNPJ e registrei a marca.” Ele, atualmente, trabalha neste empreendimento com a esposa e sócia, Thais, e um funcionário.

Danilo não quis abrir mão do seu emprego formal. “A TV abriu muitas portas para mim e tenho um rendimento fixo lá. Estou ciente de que a agência tem um rendimento variável. Ter um emprego fixo me permite ousar na hora de tomar decisões para que a empresa cresça.” A jornada dupla, que já foi tripla em 2009, tem o objetivo de aumentar a equipe de colaboradores em sua empresa.

O empreendedorismo paralelo trouxe mudanças para sua família: sua esposa encontrou a vocação profissional no negócio. “Ela se tornou jornalista e agora consegue me superar nos rendimentos”, conta. Ele acredita que seu desafio como empreendedor seja investir cada vez mais em qualidade para ter um diferencial e se destacar frente à concorrência.

Perspectivas

Como é possível abrir um negócio sem sair do emprego

  • Trabalhe com algo que você ama ou tenha conhecimento técnico
  • Atenda uma necessidade que já percebeu que existe no mercado, em vez de tentar criar um produto e depois ter de procurar consumidores
  • Tenha os pés no chão, pois você terá pouco tempo para se dedicar à empresa. Seja cauteloso com as decisões que vai tomar
  • Faça contatos e converse com pessoas que estão na mesma situação. Aprenda com quem tem experiência e procure cursos ou especializações
  • Converse com os concorrentes, pois eles podem lhe ensinar o caminho

Fonte: Cássia Godinho, consultora de negócios do Sebrae São Paulo

Congresso para o Sucesso 

Uma reunião que inspira novas ideias e traz motivação para superar desafios financeiros. Todas as segundas-feiras no Templo de Salomão em uma Universal mais próxima de você. Confira horários e endereços aqui

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Você tem medo de trocar o certo pelo duvidoso?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games