Como saber se é Deus que está falando com você?

Muitas pessoas têm dificuldade para identificar a Voz do Altíssimo. Aprenda como reconhecê-La em quatro passos importantes


Por Ana Carolina Cury / Foto: Fotolia

Uma questão muito comum entre os novos na fé – e até entre os mais antigos – é como identificar a Voz de Deus. Seja para tomar uma decisão, seja para falar algo, seja para agir de determinada maneira, a dúvida que impera é: como saber se a resposta está vindo de Deus, do diabo ou da minha mente?

Para vencer essa dificuldade, o primeiro passo é refletir como está sua vida com Deus. Você O tem priorizado? Quando se fala em priorizar significa colocá-Lo acima de tudo e de todos. Ao realizar a primeira oração pela manhã, entregar seu dia nas mãos dEle, orar, jejuar, dizimar, ofertar, participar com atenção das reuniões na Igreja e seguir Seus mandamentos fora dela, sempre respeitando os valores cristãos. Deus tem de ser o primeiro em sua vida, se você quiser ter uma comunhão verdadeira com Ele.

Segundo passo: sacrificar
Depois é essencial avaliar uma ação importante: o sacrifício. Para isso é importante analisar de que você abre mão para ter um relacionamento íntimo com o Altíssimo. Há pessoas que querem agradar ao mundo e a Deus ao mesmo tempo e esse é o grande empecilho para que Ele consiga falar com elas.

Não há comunhão entre luz e trevas. Por isso, não há como você querer andar com as trevas, tampouco as trevas andarem com você. Influenciar pessoas para que sigam a Jesus não significa conviver com elas e aceitar o modo que elas vivem. Seja exemplo e não pense que convivendo com elas você não terá suas atitudes influenciadas.

Sem sacrificar não há como alcançar as promessas Divinas. Quando se ama, se sacrifica. Então, avalie se você tem realmente sacrificado suas vontades carnais, pecados, palavreados, hábitos e comportamentos que desagradam ao Senhor.

É importante pensar que, às vezes, esse sacrifício está nos mínimos detalhes, que Deus considera grandiosos. Por exemplo: deixar a amizade com pessoas que têm comportamentos que não condizem com a verdadeira fé; não se abalar porque é discriminado pela vida reta que tem; sempre orar e ir à Igreja mesmo tendo de superar dificuldades; ter atitudes de acordo com a Palavra de Deus e não se apoiar nas pessoas, por sentir vergonha de ser excluído por conta de sua escolha espiritual; não namorar com pessoas de outras crenças; não falar palavrões; não mentir quando se sente coagido; respeitar a opinião do cônjuge; confiar 100% em Deus, entre outros.

Ou seja, a pessoa acha que conhece a Deus e que atitudes contrárias às citadas acima não vão contra os pensamentos dEle, mas se esquece que são elas também que O impedem de falar claramente com ela e orientá-la. Por isso, é preciso sacrificar até aquelas atitudes do dia a dia consideradas “pequenas”.

Terceiro passo: confiar
Para que o sacrifício seja aceito é preciso que haja confiança. Este é o terceiro passo para aqueles que buscam saber como identificar a Voz que vem do Alto. Confiar é muito mais importante do que acreditar. Qualquer pessoa crê, mas a confiança que vem da fé exige entrega total.

Muitas pessoas só descobrem se confiam ou não quando não têm mais controle sobre uma determinada situação. Elas não conseguem enxergar o que vai acontecer, mas têm duas opções: confiar que Deus fará o melhor ou se desesperar e tentar resolver o problema com a “força do braço”.

Só se consegue confiar quando os passos anteriores são seguidos: priorizar a Deus e sacrificar todos os dias, a cada segundo. Isso porque a confiança traz segurança e esta traz a certeza da vitória.

Quem confia identifica quando Deus diz: “deixe comigo agora”. Quem confia sabe que pode não estar vendo hoje o que gostaria que estivesse acontecendo, mas tem certeza que Deus vai operar da melhor forma, segundo o tempo e a vontade dEle.

Quarto passo: obedecer
A obediência é fruto da confiança. Quem confia obedece e vice-versa. E para conseguir desempenhá-la com sabedoria é preciso conhecer a Palavra de Deus e o que Ele espera de quem quer servi-Lo.

Quanto mais você meditar na Bíblia e se empenhar com sinceridade e esforço para obedecer ao que Ele orienta em Seus ensinamentos, mais conseguirá ouvir Sua Voz.

É incrível como a obediência também está ligada à prioridade e ao sacrifício. Porque, na maioria das vezes, ser obediente significa abrir mão da própria vontade, de pessoas, lugares, conversas e situações que a carne afirma que não tem problema manter, mas que Deus diz que há.

É preciso ter ouvidos
Em seu blog, o Bispo Edir Macedo explica que todos têm ouvidos físicos, mas nem todos têm ouvidos espirituais. “A Voz de Deus é audível apenas aos ouvidos espirituais. Porque Deus é Espírito, Sua voz também é espiritual. (João 4.24). Para ouvi-La é necessário estar em espírito. Como estar em estado espiritual para ouvir a Voz de Deus? É quando o intelecto medita na Palavra de Deus.”

E como ter os ouvidos espirituais? Seguindo, primeiramente, os passos de Jesus para depois ouvir Sua Voz que traz paz, exorta e orienta. Então, quando você quiser um conselho de Deus, reflita como está sua vida com Ele para que não seja enganado pelo diabo nem por seus pensamentos.

Deus se comunica de várias formas: por um pensamento, por uma pessoa, por um versículo bíblico, etc. No entanto, todas devem ter algo em comum: tudo o que vem dEle incita Seus servos a cumprirem o que está em Sua Palavra e a fazer o que é bom segundo os Seus ensinamentos. Se fugir disso, não vem dEle.

Portanto, busque desenvolver seus ouvidos espirituais e esteja sempre atento para ouvir e obedecer.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Como saber se é Deus que está falando com você?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games