“Meu esposo me agride na frente da nossa filha”


Por Camila Dantas / Foto: Fotolia

No A Escola do Amor Responde desta semana, os professores Renato e Cristiane Cardoso orientam uma aluna que pede ajuda para entender como lidar com o seu esposo. Ele se tornou um homem agressivo e a filha presencia todas as discussões do casal e agressões dele.

Aluna – Sou casada há quase nove anos e tenho uma filha de quatro. Há mais de um ano, o meu esposo começou a beber e se tornou agressivo. Ele já me agrediu, me xinga e se irrita com qualquer coisa. Estou querendo me separar, pois a minha filha vê tudo o que acontece. Quero saber o que devo fazer. A minha família está na torcida para que eu me separe.

Renato – Aluna, não importa se alguém está torcendo ou não, a decisão é sua. Você não pode resolver algo com base na torcida de um lado ou de outro, pois não são as outras pessoas que estão no seu lugar. Você tem de analisar os fatos e pensar no que deve fazer a partir de agora.

Há diferença entre divórcio e separação. Nós não somos a favor do divórcio e lutamos para que cada vez menos pessoas se divorciem. Mas, às vezes, a situação de um relacionamento exige uma separação temporária, como é o seu caso.

Ele bebe e não busca ajuda e já agrediu você. Imagino que você já deve ter falado várias vezes para ele parar de beber, para respeitá-la e que não gosta disso, mas nada adiantou.

Então, como fazer o seu marido enxergar que ele precisa tomar uma atitude quanto a isso? Fazendo com que ele perca o que tem.

Cristiane – Ele tem que entender que precisa tomar uma atitude, ou seja, fazer algo para mudar essa situação. Alguns homens, com a separação, ficam chateados e dizem que vão mudar, mas não é só isso que você precisa dele. Parece que seu marido está viciado e perdendo o controle. Com certeza, ele não se sente bem quando agride você, principalmente porque faz isso na frente da filha de vocês. Mas ele não pode continuar assim e precisa buscar ajuda.

Quando há uma separação, a pessoa coloca a outra em situação de alerta. Existem homens que depois da briga dizem que vão mudar e não mudam. O casal se separa e depois que volta tudo se repete de novo, o que desgasta a relação. No seu caso, se for dar uma chance a ele, faça isso direito. Mostre suas condições para que voltem e, quando ele estiver bem, vocês conversam de novo.

Renato – Muitas vezes, a mulher comete o erro de aguentar a situação e os problemas porque não quer se separar.

A questão é que uma hora ela se cansa e acaba se divorciando. Ela não usa a separação temporária como uma ferramenta. As mulheres precisam entender o seguinte: o homem entende a linguagem das consequências e dos resultados. Se ele perceber que bebeu, a agrediu e a consequência disso foi você sair de casa, a família toda ficar sabendo e ele ficar envergonhado, pensará duas vezes antes de fazer isso de novo. Mas, caso ele veja que a consequência foi apenas você chorar ou fazer “um draminha”, vai entender que você pode aguentar a situação e vai continuar errando.

Quando ele perceber que perdeu você temporariamente, será sua chance de dizer que se ele quiser voltar com você terá de mudar e que você não voltará antes dessa mudança. Recomendamos que você lhe dê a seguinte condição: que busque o Tratamento para a Cura dos Vícios. É eficaz e acontece em todo o Brasil. Acesse viciotemcura.com para obter mais informações.

A Escola do Amor Responde

Diariamente, Renato e Cristiane Cardoso esclarecem dúvidas sobre a vida amorosa. Se você deseja ouvir os podcasts com os programas apresentados por eles, acesse aqui.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Meu esposo me agride na frente da nossa filha”

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games