Ciência quer criar a “vida eterna”

Pesquisadores buscam enviar a consciência do homem ao computador


Por Andre Batista / Imagem: iStock

Robocop, O Exterminador do Futuro, Adrenalina, Transcendence, Chappie, O Fantasma do Futuro… Filmes em que o ser humano transfere sua consciência para uma máquina ou se tornam robôs não faltam. Até hoje esse tipo de filme é classificado como “ficção científica”, mas Elon Musk está disposto a mudar isso.

Musk é um sul-africano dono de algumas das mais importantes empresas do planeta, como a Solar City, SpaceX e Tesla. O jovem de 38 anos fez muito dinheiro apresentando inovações ao mercado, com a forma de pagamento Paypal. Hoje o valor de suas empresas e propriedades chega aos R$ 70 bilhões (mais do que a bolsa de valores brasileira, a B3).

O sul-africano tem ganhado notoriedade por reinventar os carros elétricos (“febre” na Europa atual), fazendo sua empresa se tornar mais valiosa do que as centenárias Ford e GM. Musk também revolucionou a viagem espacial. Defendendo a colonização de Marte, ele passou a reaproveitar partes de naves espaciais, algo que nem a NASA havia conseguido ainda, e barateará a exploração espacial de maneira inigualável.

E um dos planos mais audaciosos de Elon Musk é justamente transferir a consciência humana para um computador (mind-upload), pois assim a pessoa seria capaz de viver para sempre. Musk já tem cientistas trabalhando no projeto e acredita que até a década de 2030 será possível fazer essa transferência com ratos de laboratório, ficando a poucos passos de fazer o mesmo com humanos.

Fundindo homem e máquina, Musk (e centenas de outros pesquisadores) acreditam estar criando a “vida eterna”, ou seja, eles julgam que o fim do corpo humano é a morte eterna e, por isso, querem fazer com que o homem se torne uma máquina.

Nova invenção velha

Vida eterna, vida após a morte do corpo humano… Qualquer um que já tenha lido a Bíblia sabe que esses conceitos não são novidade. Mais do que isso, o que Musk pensa estar fazendo Deus já faz há muito tempo: oferecer a Vida Eterna ao homem.

Há cerca de dois mil anos o Senhor Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (João 11.25).

O que Ele estava dizendo, conforme explica o Bispo Edir Macedo, é que quem vive conforme Seus ensinamentos não morre. O corpo perde a vida, se decompõe, e “isso é a morte para as pessoas neste mundo, mas não é morte para Jesus”.

Mas a verdade é que “nós não somos um corpo. Nós não temos uma alma. Nós somos alma. Nós temos um corpo… Esse corpo, ele é a veste da nossa alma”.

A verdadeira Vida Eterna já existe e está ao alcance do homem. Basta que ele queira.

“Quando uma pessoa de Deus morre (fisicamente) ela não morre; ela passa deste mundo, deste tipo de vida que é aqui no mundo, para a vida eterna que Jesus preparou quando subiu aos Céus”, conclui o Bispo Macedo.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais sobre o assunto:

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ciência quer criar a “vida eterna”

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games