Excesso de internet causa depressão e pensamentos suicidas


Por Andre Batista / Imagem: iStock

Sintomas de depressão e pensamento suicida. Essas são as consequências para crianças e jovens que passam mais de cinco horas por dia na internet – seja por meio do celular, computador, televisão ou qualquer outra ferramenta.

A informação foi publicada na revista Clinical Psychological Science, um dos veículos científicos mais importantes do mundo em questão de saúde psicológica. De acordo com o estudo realizado, 48% dos jovens que se mantêm online por tanto tempo desenvolvem os sintomas descritos acima.

Os pesquisadores acompanharam jovens entre 2010 e 2015 e perceberam que a depressão subiu entre as meninas cerca de 58%. Já os meninos tiveram um aumento de 9% em sintomas de depressão. Para eles, esse aumento de problemas psicológicos está diretamente ligado ao aumento do uso da internet.

Seus filhos sofrem com a depressão?

Muitas vezes os pais estão tão alheios ao dia a dia dos filhos que não notam os sintomas de depressão. Outras vezes percebem uma mudança de comportamento, mas relacionam com “fases de adolescente” e dão pouca atenção.

Para saber se o seu filho está passando por problemas mais sérios, fique atento aos seguintes sinais:

– Aumento ou perda excessiva de peso;

– Cansaço constante;

– Dificuldade de concentração e perda de memória;

– Tristeza e melancolia permanentes;

– Problemas com o sono;

– Irritabilidade;

– Perda de energia;

– Dores de cabeça, no peito, nas costas ou nas pernas;

– Apatia e desinteresse por atividades que antes despertavam entusiasmo.

Apresentar um ou outro sintoma desses em casos isolados e pouco constantes é natural em qualquer pessoa. A permanência desses sinais, porém, merece atenção.

O que fazer?

A primeira atitude que os pais devem ter é proteger seus filhos. Além da pesquisa citada acima outros vários estudos relacionam o abuso da internet ao surgimento de depressão, ansiedade e outros transtornos psicológicos. Não permita que seus filhos sofram com isso.

O blog do Bispo Renato Cardoso traz a seguinte afirmação: “Nós somos responsáveis por proteger os nossos filhos do mal desse mundo. Não podemos fazer isso 100% do tempo, pois é impossível. Mas o possível, temos que fazer”.

Crianças e adolescentes ainda não estão preparados para tomarem decisões sozinhas. Para isso os pais devem estar presentes. “Uma das maiores responsabilidades dos pais é impor limites, pois crianças e adolescentes não têm nenhum senso disso”, explica o Bispo Renato.

Mesmo que desagrade seu filho, é melhor ele ficar chateado momentaneamente do que adquirir um transtorno tão grave quanto a depressão. Tem alguma dúvida sobre como fazer isso?

Assista às palestras “Pais e Filhos” disponíveis na plataforma de vídeos Univer. Lá, você encontra um conteúdo cristão e edificante para você e toda a família. Ainda não é assinante? Clique aqui e saiba mais informações.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Excesso de internet causa depressão e pensamentos suicidas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games