5 dicas para discutir política de maneira inteligente


Por Andre Batista / Imagens: Fotolia

A cada quatro anos o Brasil discute política intensamente. Todos os dias os jornais trazem novas notícias, as redes sociais se manifestam e pessoas perdem a paciência com opositores. Em uma democracia, porém, todos têm direito à sua opinião – desde que não ofenda o outro – e conversar abertamente sobre o tema é essencial. Por isso o Portal Universal.org listou 5 dicas para você discutir política de maneira inteligente. Confira:

1- Raiva não é combustível

Nunca inicie uma discussão política de sangue quente, nem para responder alguém que lhe ofendeu nem para provar que o outro está errado.

Sempre avalie se a conversa com aquela pessoa gerará bons frutos ou apenas mais brigas.

2- Saiba antes de falar

As redes sociais estão cheias de fake news, portanto nunca entre em uma discussão baseando-se apenas no meme que te enviaram – referindo-se ao fenômeno de “viralização” de uma informação, ou seja, qualquer vídeo, imagem, frase, ideia, etc, que se espalhe entre vários usuários rapidamente. Pesquise sobre o tema, inclusive saiba o que candidatos adversários estão dizendo. Principalmente: leia os projetos de Governo e foque-se em fatos.

3- Mudar de ideia não é fraqueza

Pense no diálogo não como uma queda de braço, mas como uma gangorra. Em alguns momentos você terá mais razão, em outros seu amigo terá mais razão. Isso é normal. Esteja pronto para, pelo menos, pensar a respeito do que o outro disse.

Refletir e aceitar mudar de ideia não é fraqueza, é inteligência.

3- Respeito é bom e todo mundo gosta

O respeito começa quando você dá atenção ao que o outro está falando. Falar o tempo todo não é diálogo, é perda de tempo. Da mesma maneira que você exige atenção, precisa ouvir o que o amigo está dizendo.

Outro ponto importante é não julgar. Por mais que você discorde de uma opinião, cada um tem o direito a pensar como quer. Nunca generalize ou subestime alguém só porque ela apoia determinado candidato.

Ainda mais importante: Ter dúvidas ou concordar em partes também é válido. Opiniões são formadas com base em experiência de vida. Se os envolvidos respeitarem um ao outro e dialogarem com certeza sairão da discussão entendendo melhor o assunto.

4- Maiores do que as diferenças são as igualdades

Provavelmente você e seu colega querem o melhor para o país em termos de educação, saúde, segurança, etc. Apenas discordam de como isso será feito. Em uma conversa, preste atenção ao que pensam em comum e discutam as melhores propostas para solucionar os problemas.

5- Contradições existem

Política não é ciência exata, logo exige interpretação. Provavelmente, em algum momento surgirá uma contradição. Se ela aparecer na fala do outro não tire sarro, respeite. Pergunte os porquês e o outro perceberá a incoerência. Caso ele não perceba, demonstre com educação.

Já se a contradição aparecer em seu discurso, não reaja violentamente. Sentir-se ofendido ou agredido não levará a lugar algum. Apenas reflita sobre a situação e elabore melhor seu pensamento. Isso é um ganho!

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

5 dicas para discutir política de maneira inteligente

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000

Free WordPress Themes, Free Android Games