7 lições que o Senhor Jesus nos deixou ao passar 40 dias pelo deserto

Momentos foram exibidos na novela Jesus e trouxeram ensinamentos valiosos para a caminhada cristã. Confira abaixo


Por Rafaela Dias / Fotos: Reprodução

Quem assiste a novela Jesus, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 20h45, pela Record TV, tem acompanhado a trajetória do Senhor Jesus. Nos últimos episódios da trama, o telespectador pôde entender melhor como foram os 40 dias dEle no deserto, os quais revelaram valiosos ensinamentos a todos.

Nós, do portal Universal.org, separamos 7 lições que aprendemos com o Senhor Jesus neste período, a fim de que você, leitor, também entenda e se espelhe na Sua missão de salvar a humanidade da morte eterna.

Acompanhe abaixo: 

  • É necessário passar pelo deserto

Após ser batizado no rio Jordão por João Batista, o Senhor Jesus foi também selado com o Espírito Santo e levado pelo próprio Espírito de Deus ao deserto.

Veja que mesmo sendo Filho de Deus, Ele precisou passar pelo deserto e, além de tudo, estava sozinho. Muitas vezes as pessoas não entendem por que estão enfrentando problemas e que, aparentemente, parecem sozinhas. Isso acontece porque passar pelo deserto exige que o verdadeiro cristão esteja dependente apenas de Deus para ouvir a Sua voz. São dias difíceis, mas necessários, pois eles aumentam a comunhão com o Altíssimo.

 

  • O diabo nos tenta de acordo com as nossas necessidades 


Depois de dias jejuando no deserto, o Senhor Jesus, como qualquer ser humano, teve fome (Mateus 4;2). O diabo, vendo sua necessidade humana, não hesitou em lhe sugerir que transformasse pedras em pão.

“E disse-lhe o diabo: Se tu és o Filho de Deus, dize a esta pedra que se transforme em pão” (Mateus, 4;3)

Ao dizer “Se tu és Filho de Deus” o diabo queria confrontar as convicções do Senhor Jesus e provocar o Seu ego. Ele sabe muito bem que o ser humano é movido por vaidades. Por isso, tentou fazer com que Jesus provasse que, realmente, era filho de Deus.

É exatamente o que vemos nos dias de hoje. Muitos vivem anos querendo provar à sociedade o quanto são bons e o quanto merecem glórias por isso.

Ele também sabia que a necessidade de Jesus, no momento, era o alimento. Portanto, seria, aparentemente, proveitoso que Ele transformasse pedras em pão, pois além de provar que era Filho de Deus, Ele ainda mataria Sua fome.

E não é exatamente o que o mal continua fazendo? Ele maquia algo ruim como bom e atrai as pessoas ao pecado e, pior, sem que elas percebam para onde estão indo.

  • Quem é de Deus não precisa provar nada a ninguém

O Senhor Jesus não precisou provar ao diabo que realmente era Filho de Deus. Da mesma forma acontece nos dias de hoje.

Quando uma pessoa, cheia do Espírito Santo, é confrontada em casa, no trabalho ou em qualquer lugar que seja, ela não precisa provar sua fé em Deus, pois conhece sua intimidade com o Pai.

 

  • Ele estava conectado com a Palavra de Deus, e o diabo também 

Todas as vezes que o diabo tentou o Senhor Jesus, Ele rebateu a tentação citando uma passagem Bíblica. É fundamental que, ao passar por tentações, a pessoa esteja conectada com a Palavra de Deus para conseguir vencer.

O salmista Davi já havia falado sobre a importância de estar com a vida fundamentada nas Escrituras.

“Guardei no coração a tua palavra para não pecar contra ti.” Salmos 119:11

Mas o diabo também conhece a Bíblia, por isso, a utiliza, de maneira distorcida – geralmente um texto sem contexto – para confundir o ser humano. Portanto, tome muito cuidado.

 

  • Jesus não ficou de “conversinha” com satanás

Se pararmos para analisar com mais atenção vemos que, todas as vezes que o Senhor Jesus respondeu ao diabo, Ele foi “curto e grosso”. Não precisou provar nada a ele, tampouco deu respostas que fossem munições para o diabo dar tréplicas e alongar o assunto.

Você deve fazer o mesmo. Não perca tempo alimentando pensamentos que o diabo sugerir em sua mente. Em vez disso, fale com Deus. Ele sabe como lhe ajudar e estará ao seu lado em todos os momentos.

  • Se Jesus foi tentado, imagine nós?

O Senhor Jesus foi o próprio Deus que Se fez carne (João 1; 14). Nem isso inibiu a ação do diabo, pelo contrário, fazer o Messias cair em tentação seria, para ele, como um troféu.

Mas essa ainda continua sendo a estratégia do diabo: atrair o ser humano, derrubá-lo e envergonhá-lo. Não subestime a audácia do diabo, ele não se importa com seu título na igreja, classe social, cor e nem se você está na presença de Deus há muito tempo. Ele simplesmente quer derrubar quem tem acesso ao Esconderijo do Altíssimo.

  • Deus nunca nos desampara

Por fim, após passar pelo deserto, suportar as tentações do diabo e ter ficado 40 dias sem alimento, o Senhor Jesus foi aprovado por Deus. O diabo se retirou e Deus ordenou que os Anjos O servissem.

“Então o diabo o deixa; e, eis que chegaram os anjos e O serviam.” (Mateus 4;11).

Deus vê suas dificuldades, observa sua redenção a Ele e espera você passar pelo deserto para, no final, lhe recompensar. Ele nunca abandonou um escolhido Seu. Portanto, se você está passando pelo deserto, não desista!

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

7 lições que o Senhor Jesus nos deixou ao passar 40 dias pelo deserto

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games