Como se planejar financeiramente

Entenda a importância de organizar as finanças para conquistar seus objetivos

Por Por Janaina Medeiros / Foto: Fotolia

Todas as pessoas possuem sonhos e objetivos ao longo da vida, como comprar um imóvel, viajar nas férias, trocar de carro, etc. Para desenvolver meios e definir estratégias para conquistá-los, existe uma ferramenta bastante eficiente: o planejamento financeiro.

Por meio dele, é possível visualizar receitas e despesas, ajustar contas e fazer novos investimentos, por exemplo. Dessa forma, torna-se mais fácil manter uma vida financeira equilibrada.

De acordo com o consultor financeiro Deivid Souza Ramos, quem não planeja as finanças fica mais vulnerável aos riscos da economia e perde oportunidades. “Quem não se preocupa com a organização financeira gasta mais do que ganha e tem mais pendências”, explica.

Realmente, no Brasil, a maioria das pessoas não tem o costume de fazer esse tipo de planejamento e, dessa forma, acaba contraindo muitas dívidas, como revelou uma pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Segundo a instituição, 61,2 milhões de brasileiros estão inadimplentes, o que corresponde a 36% da população economicamente ativa do País. Desse total, 25 milhões estão superendividados porque não conseguem, de forma alguma, quitar suas pendências que já duram vários anos.

Ao administrar as finanças pessoais de maneira eficiente, certamente evita-se que uma situação de endividamento volte a ocorrer. “Por meio do planejamento financeiro, é possível discriminar todos os fatores que envolvem a vida financeira para que todos os gastos sejam pagos em dia”, afirma o consultor.

Por onde começar

O educador financeiro Pedro Braggio explica que é necessário fazer um diagnóstico do cenário econômico da casa. “O primeiro passo é separar em uma planilha as despesas mensais (fixas e variáveis) das pendências (dívidas de cartões, bancos, amigos, etc).”

Feita essa separação, é preciso monitorar, diariamente, como funciona a rotina da casa. Para isso, é preciso reunir o maior número possível de informações. “Para fazer o planejamento, a pessoa deve querer entender qual a dinâmica econômica da família, que envolve o dia a dia dela e das outras pessoas que moram ali”, afirma Braggio.

É importante separar extratos de conta-corrente e de investimentos, comprovantes de compras e de renda, entre outros, que mostram a real situação financeira. Se possuir investimentos, vale a pena observar a rentabilidade e os riscos.

Em seguida, é necessário montar uma planilha, por meio de programas no computador, aplicativos de celular ou, simplesmente, no caderno. “É necessário levantar todos os itens de pelo menos três meses, para poder ter um balanço e fazer um mapeamento honesto”, completa o educador.

Congresso para o Sucesso

Uma reunião que inspira novas ideias e traz motivação para
superar desafios financeiros. Todas as segundas-feiras no Templo de
Salomão em uma Universal mais próxima de você. Confira horários e
endereços
aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Como se planejar financeiramente

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games