Habitantes de Ilhéu do Rei, em Guiné-Bissau, são apresentados a Deus

Há pouco mais de um ano, o Bispo Mauro Souza, responsável pelo trabalho da Universal local, visita semanalmente uma região do país

Por Por Jeane Vidal/ Foto: Cedida

No dia 6 de abril, o Bispo Mauro Souza e sua equipe estiveram em Ilhéu do Rei, uma ilha situada em Guiné-Bissau, país da África Ocidental, para levar a Palavra de Deus à população local.

Há pouco mais de um ano em Guiné-Bissau, o Bispo Mauro visita semanalmente uma região do país, um dos mais pobres do mundo, para cumprir a missão que lhe foi confiada, que é propagar o Evangelho do Senhor Jesus a toda criatura.

O acesso à ilha é feito de barco e, segundo o Bispo Mauro, o grande desafio para quem não está acostumado é enfrentar as águas agitadas que eles têm de atravessar. “Ficamos um pouco assustados com o balanço do barco, mas valeu muito a pena”, confessa.

A ilha tem uma população de aproximadamente 2 mil pessoas, todas da etnia papel, uma das nove existentes em Guiné-Bissau. Elas sobrevivem basicamente da pesca.

E, embora o português seja a língua oficial do país, elas têm muita dificuldade para falar e entender e, portanto, se comunicam com o dialeto próprio da etnia papel.

Dentre as dificuldades que os habitantes da ilha enfrentam, a falta luz, de hospitais e de escola para as crianças são as maiores. “Eles não possuem nem sequer um posto de saúde”, lamenta o Bispo.

Por ter sido colonizado pelos portugueses, o país tem o catolicismo como religião oficial. “Mas nem todos conhecem o Senhor Jesus”, observa o Bispo.

Mas a boa notícia é que as pessoas são muito receptivas ao Evangelho. Segundo ele, todas aceitam quando são convidadas. “Eu fico impressionado: elas nunca nos viram, mas demonstram uma alegria imensa ao serem visitadas por nós. Como se nos conhecessem há muito tempo”, ressalta.

Nessa ação, os voluntários foram de porta em porta convidar os moradores para participarem de uma oração. Homens, mulheres, jovens, idosos e crianças se dirigiram, cada um com a sua cadeira, para baixo de uma árvore, onde todos estavam reunidos para ouvir a Palavra da Verdade.

Além da doação de alimentos, foi realizada a oração da cura e, em seguida, diz o Bispo, o Senhor Jesus foi apresentado a eles: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim. Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.” (João 14.6,7).

“Falamos que só existe um Deus e o nome dele é Jesus, o Caminho para a Salvação. Convidamos a todos a aceitá-Lo como Senhor de suas vidas por meio de uma oração.”

Os frutos desse trabalho começaram a ser vistos ali mesmo. “Augusto Pereira, um dos chefes da aldeia, se mostrou muito feliz com a nossa visita, disse que nunca tinha ouvido falar da Salvação e nos ofereceu um pedaço de terra para que uma Igreja pudesse ser construída na ilha.”

Desde então, diariamente, um núcleo de oração tem sido realizado na ilha, visando à construção da Igreja no local.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Habitantes de Ilhéu do Rei, em Guiné-Bissau, são apresentados a Deus

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games