Uma história inspiradora

A radialista Kátia é católica; o cineasta e comerciante Dino não tem religião. Sem reservas, eles revelaram o que acharam do filme Nada a Perder

Por Por Ana Carolina Cury/ Foto: Marcelo Alves, Arquivo Pessoal e Reprodução

Me chamou muita atenção o apoio que a dona Ester deu ao Bispo Macedo. É um exemplo que quero seguir na minha vida: saber apoiar meu parceiro e acreditar nos sonhos dele, mesmo que pareça algo impossível de ser realizado. ”

Foi com essas palavras que a radialista Kátia Azevedo dos Santos, de 29 anos (foto abaixo), descreveu o que mais chamou sua atenção no longa Nada a Perder. Contra Tudo. Por Todos. Para ela, o exemplo de cumplicidade do Bispo Edir Macedo e sua esposa, Ester Bezerra, retrata o significado do amor verdadeiro, que ela espera ter em seu futuro relacionamento.

Católica desde criança, ela diz que depois de assistir ao filme está inspirada a colocar Deus à frente de tudo em sua vida. “O filme me motivou a nunca desistir dos meus sonhos, a ter fé e a colocar Deus à frente de tudo”, conta.

As cenas que a “arrepiaram” – em suas próprias palavras – foram as que mostram um caso de libertação espiritual e também o momento da prisão. “Foi muito impactante ver como ele ajudou uma mulher a se libertar da influência de um espírito maligno e também quando ele foi preso e as pessoas foram orar em frente ao presídio”, disse.

Questionada se ela indicaria o filme, Kátia não pensou duas vezes para responder: “claro! Muitas pessoas não conhecem a vida do Bispo Edir Macedo. Não sabem como surgiu a Universal. Saber um pouco mais dessa história de perseverança com certeza fará as pessoas enxergarem a própria vida com outros olhos. Além da produção, do roteiro e elenco terem sido impecáveis, a história do bispo é realmente um exemplo”, conclui.

A verdadeira história

Além de Kátia, milhares de pessoas que não são membros da Universal afirmaram ter sido impactadas com o filme. Com mais de 6 milhões de ingressos vendidos, Nada a Perder é uma oportunidade para que todos saibam a verdade que a mídia não contou a respeito do líder da Universal.

Baseado em fatos reais, o longa revela a trajetória de lutas e superação do Bispo Edir Macedo, que enfrentou o preconceito, o poder público e a religião para levar a Verdade e a fé a todos os povos e trazer a chance de recomeço de vida a cada pessoa sofrida.

Dino Dragone, cineasta e comerciante, de 49 anos (foto abaixo), contou que, antes de assistir ao filme, tinha outra visão do Bispo. “Depois que conheci a história real mudei minha percepção a respeito da biografia do homem e pregador Edir Macedo, pois eu era um completo ignorante quanto aos detalhes de sua vida. Recomendo a todos que assistam para dirimir o preconceito e a falta de informação sobre a vida e a carreira brilhante de Edir Macedo.”

Dino é especialista na indústria cinematográfica, já que atua nela, e elogiou a produção: “me surpreendeu. É uma obra muito bem produzida, houve preocupação com todos os detalhes técnicos, uma excelente direção de arte, ótimos atores, edição ágil e envolvente, enfim, todos estão de parabéns”.

Perguntado quanto às cenas que o emocionaram e o que aprendeu com a experiência de assistir ao filme, ele revela que “as cenas da perseguição e prisão do Bispo foram emocionantes. Fiquei sem fôlego. Como produtor e cineasta brasileiro, a persistência do Bispo é uma qualidade com a qual me identifiquei. Sem ela e sem a firmeza de caráter, não chegamos a lugar nenhum”, conclui.

Exibições no Brasil e no mundo

A superprodução terá a maior distribuição internacional de um longa-metragem feito no Brasil. A produção atingirá, a partir de 26 de abril, 700 salas na América Latina, África do Sul, Angola e Moçambique.

Em 10 de maio começará a ser exibida nos Estados Unidos e no México. Todas as cópias internacionais terão legendas em inglês, espanhol e francês.

A produção será mostrada em 300 presídios e unidades de recuperação de menores infratores. Serão 420 exibições Um ônibus itinerante também tem levado sessões do filme para pessoas sem acesso ao cinema.

Nada a Perder. Contra Tudo. Por Todos não é apenas uma biografia comum, mas uma história que tem inspirado as pessoas a acreditarem em seus ideais, a formarem uma família sólida e a buscarem uma fé inteligente.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Uma história inspiradora

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games