“Não consigo conviver com o vício em pornografia do meu marido”

Por Por Michele Francisco/ Foto: Fotolia

No A Escola do Amor Responde desta semana, os professores Renato e Cristiane Cardoso orientam a aluna Juliana, que sofre com o vício do marido. Ele consome conteúdos pornográficos desde os 7 anos e ela já não sabe mais o que fazer frente a essa situação. Acompanhe a recomendação dada pelos professores para que a aluna consiga ter um casamento feliz e livre dos problemas decorrentes do vício do esposo.

Juliana – Estou passando por uma grande dificuldade em minha vida amorosa. Já tive até vontade de ir embora de casa. Estou com o meu esposo há quatro anos e sempre que pego o celular dele encontro conteúdo pornográfico. Quando converso com ele, ele chora, me pede perdão e diz que tem esse vício desde os 7 anos – hoje está com 25. Me ajudem, eu não sei mais o que fazer. Eu o perdoo, mas não aguento mais, disse a ele que vou embora de casa, pois isso está me magoando.

Renato – Você e seu marido têm que entender que ele tem uma doença, que se iguala a qualquer outro tipo de vício, seja em drogas, seja em álcool. O vício em pornografia, como no caso dele, tem se tornado cada vez mais comum. Isso decorre do fato de as pessoas terem acesso a esse tipo de conteúdo cada vez mais cedo. Infelizmente, essa é uma praga que está invadindo a nossa sociedade. O que seu esposo tem que entender é que ele tem um problema e precisa buscar ajuda. Não basta chorar, dizer que vai mudar e que não vai mais fazer isso. Se ele pudesse parar, já tinha parado, mas ele não conseguirá fazer isso sozinho. Se ele não tiver iniciativa própria de buscar essa ajuda, só enxergará isso depois de sofrer as consequências, como perder a mulher e o filho, ainda que temporariamente. Você tem de mostrar os fatos para ele. Você não tem que ficar paranoica, vasculhar o celular dele, fazer cena ou reclamar. Nada disso vai lhe ajudar. O que tem que ser feito é uma mudança de forma prática, longa, lógica, indo diretamente ao ponto. Diga a ele que ele precisa buscar ajuda, pois o casamento de vocês não pode continuar do modo como está.

Cristiane – Vocês podem buscar ajuda no Tratamento para a Cura dos Vícios, que acontece aos domingos à tarde. São palestras para pessoas que estão sofrendo com algum tipo de vício, como o que o seu marido tem em pornografia. Ao convidá-lo, você precisa deixar claro que essa é uma questão que ele não pode deixar para resolver depois nem adiar mais. Se ele é realmente viciado e faz isso desde os 7 anos, precisa buscar ajuda o quanto antes. Ele não vai conseguir deixar o vício apenas por amor. Não é algo tão simples assim.

Renato – Você pode se propor a ir com ele, acompanhá-lo, dar apoio a ele, mas não pode mais aceitar que tudo continue do jeito que está e ficar simplesmente tolerando isso sem que ele dê um passo de buscar ajuda. Há tratamento. Ele terá de buscá-lo e ir todos os domingos à tarde. Se ele se aplicar e obedecer ao que será falado, vai se libertar disso, mas ele tem de fazer a parte dele. Se você quiser saber onde tem esse trabalho de cura dos vícios, acesse o site. No caso da Terapia do Amor, os casais e os solteiros que buscam orientações para a vida amorosa também recebem essa ajuda para se libertar dos vícios, mas esse Tratamento da Cura dos Vícios, que acontece aos domingos, é específico e totalmente dirigido à libertação de qualquer tipo de vício, seja em pornografia, em álcool, em drogas ou em jogos. Se você precisa de ajuda ou está buscando auxílio para o seu parceiro, procure mais detalhes sobre esse Tratamento da Cura dos Vícios.

A Escola do Amor Responde

Diariamente, Renato e Cristiane Cardoso esclarecem dúvidas sobre a vida amorosa. Se você deseja ouvir os podcasts com os programas apresentados por eles, acesse blogs.universal.org/renatocardoso/escola/

ler mais
Reportar erro

“Não consigo conviver com o vício em pornografia do meu marido”

Por Por Michele Francisco/ Foto: Fotolia

No A Escola do Amor Responde desta semana, os professores Renato e Cristiane Cardoso orientam a aluna Juliana, que sofre com o vício do marido. Ele consome conteúdos pornográficos desde os 7 anos e ela já não sabe mais o que fazer frente a essa situação. Acompanhe a recomendação dada pelos professores para que a aluna consiga ter um casamento feliz e livre dos problemas decorrentes do vício do esposo.

Juliana – Estou passando por uma grande dificuldade em minha vida amorosa. Já tive até vontade de ir embora de casa. Estou com o meu esposo há quatro anos e sempre que pego o celular dele encontro conteúdo pornográfico. Quando converso com ele, ele chora, me pede perdão e diz que tem esse vício desde os 7 anos – hoje está com 25. Me ajudem, eu não sei mais o que fazer. Eu o perdoo, mas não aguento mais, disse a ele que vou embora de casa, pois isso está me magoando.

Renato – Você e seu marido têm que entender que ele tem uma doença, que se iguala a qualquer outro tipo de vício, seja em drogas, seja em álcool. O vício em pornografia, como no caso dele, tem se tornado cada vez mais comum. Isso decorre do fato de as pessoas terem acesso a esse tipo de conteúdo cada vez mais cedo. Infelizmente, essa é uma praga que está invadindo a nossa sociedade. O que seu esposo tem que entender é que ele tem um problema e precisa buscar ajuda. Não basta chorar, dizer que vai mudar e que não vai mais fazer isso. Se ele pudesse parar, já tinha parado, mas ele não conseguirá fazer isso sozinho. Se ele não tiver iniciativa própria de buscar essa ajuda, só enxergará isso depois de sofrer as consequências, como perder a mulher e o filho, ainda que temporariamente. Você tem de mostrar os fatos para ele. Você não tem que ficar paranoica, vasculhar o celular dele, fazer cena ou reclamar. Nada disso vai lhe ajudar. O que tem que ser feito é uma mudança de forma prática, longa, lógica, indo diretamente ao ponto. Diga a ele que ele precisa buscar ajuda, pois o casamento de vocês não pode continuar do modo como está.

Cristiane – Vocês podem buscar ajuda no Tratamento para a Cura dos Vícios, que acontece aos domingos à tarde. São palestras para pessoas que estão sofrendo com algum tipo de vício, como o que o seu marido tem em pornografia. Ao convidá-lo, você precisa deixar claro que essa é uma questão que ele não pode deixar para resolver depois nem adiar mais. Se ele é realmente viciado e faz isso desde os 7 anos, precisa buscar ajuda o quanto antes. Ele não vai conseguir deixar o vício apenas por amor. Não é algo tão simples assim.

Renato – Você pode se propor a ir com ele, acompanhá-lo, dar apoio a ele, mas não pode mais aceitar que tudo continue do jeito que está e ficar simplesmente tolerando isso sem que ele dê um passo de buscar ajuda. Há tratamento. Ele terá de buscá-lo e ir todos os domingos à tarde. Se ele se aplicar e obedecer ao que será falado, vai se libertar disso, mas ele tem de fazer a parte dele. Se você quiser saber onde tem esse trabalho de cura dos vícios, acesse o site. No caso da Terapia do Amor, os casais e os solteiros que buscam orientações para a vida amorosa também recebem essa ajuda para se libertar dos vícios, mas esse Tratamento da Cura dos Vícios, que acontece aos domingos, é específico e totalmente dirigido à libertação de qualquer tipo de vício, seja em pornografia, em álcool, em drogas ou em jogos. Se você precisa de ajuda ou está buscando auxílio para o seu parceiro, procure mais detalhes sobre esse Tratamento da Cura dos Vícios.

A Escola do Amor Responde

Diariamente, Renato e Cristiane Cardoso esclarecem dúvidas sobre a vida amorosa. Se você deseja ouvir os podcasts com os programas apresentados por eles, acesse blogs.universal.org/renatocardoso/escola/

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Não consigo conviver com o vício em pornografia do meu marido”

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games