Giovanna Chaves em Nada a Perder

Nesta entrevista exclusiva, a atriz, que interpreta Cristiane Cardoso, conta detalhes de sua personagem

Por Por Maiara Máximo/ Fotos: Reprodução

Nada a Perder – O Filme estreou na última quinta-feira, dia 29 de março, em todos os cinemas do País e já bateu recorde de bilheteria. O longa metragem traz respostas às dúvidas dos críticos do Bispo Edir Macedo e mostra o outro lado da história do líder da Universal.

O filme tem um elenco de peso, composto por Petrônio Gontijo, que vive o Bispo Edir Macedo; Day Mesquita, como Ester Bezerra; e Giovanna Chaves, de 16 anos, que, além de atuar, é cantora, compositora e modelo.

A jovem iniciou sua carreira aos 9 anos e esta foi sua primeira oportunidade de viver uma personagem na tela dos cinemas. Giovanna interpreta Cristiane Cardoso aos 17 anos, a filha mais velha do Bispo Edir Macedo. Em entrevista exclusiva à Folha Universal, a atriz falou de sua personagem e dos desafios de atuar no longa.

Folha Universal (FU): Como foi receber o convite para fazer este filme? Você teve encontros com a Cristiane Cardoso?

Giovanna Chaves (GC): Foi uma honra receber esse convite para interpretar a Cristiane. Não nos encontramos pessoalmente, mas nos falamos e foi incrível. Pude conhecer um pouco da história de vida dela e o quão forte ela é. Minha mãe já seguia o blog dela, lia os livros e eu também passei a acompanhá-la e gostei muito. No programa The Love School, sempre vejo a Cristiane priorizando as mulheres e nos conscientizando de que podemos ser modernas e atuais sem perder a essência. Gosto bastante dela.

 

FU: Qual sua impressão a respeito de sua personagem e do que ela passou na adolescência por ser filha de um líder religioso criticado por tantas pessoas?

GC: Pude entender e viver, em algumas cenas, tudo o que ela passou e me identifiquei com alguns aspectos. Ela passou por muitas coisas que uma adolescente comum talvez não suportaria: a história do pai, a rejeição e ela foi uma guerreira. Aprendeu, graças à fé a se manter firme, algo admirável e que não é muito visto nos dias de hoje na juventude.

 

FU: Como estudou a história de vida da família?

GC: Assim que recebi o convite para interpretar Cristiane Cardoso, logo topei. Conheci a história do Bispo Edir Macedo e de minha personagem melhor ao ler a trilogia Nada a Perder e sem dúvida é uma grande história de vida. Estava superansiosa, não via a hora de chegar a estreia, pois é meu primeiro filme. Quem ainda não assistiu, com certeza vai se surpreender e se comover com o longa.

 

FU: O que pode dizer da experência de interpretar Cristiane Cardoso se casando aos 17 anos?

GC: Nossa, foi surreal. Acho que, pelo fato de ter 16 anos, nunca pensei em me casar, mas foi a cena em que mais me emocionei. Foi o momento de gravação mais aguardado por mim. É uma cena bem forte. Aos 17 anos ela já estava se casando, feliz por um lado, mas teve que encarar a pressão da mídia que apareceu na cerimônia simplesmente para criticar e falar de seu pai. Mas, além do casamento, outra cena foi muito impactante para mim. Essa não posso contar (risos). O leitor da Folha Universal terá que conferir no filme.

 

FU: Qual é a sua relação com a fé e a religião?

GC: Minha mãe é evangélica e meu pai é católico. Na minha casa nunca fomos obrigados a seguir uma religião ou doutrina, mas ensinados a sempre confiar em Deus. E a fé para mim é saber que existe um Deus que sempre está comigo. E isso é o que me move e me leva a ter forças e a acreditar que tudo de melhor sempre pode acontecer em minha vida.

 

FU: Na sua opinião, qual é a proposta do filme?

GC: Estamos falando de perdão, de conversão e da fé. No meu ponto de vista, o filme mostra a realidade da vida do Bispo Edir Macedo e de sua família e deixa claro a fé que eles têm no Senhor Jesus. Todos vão se emocionar.

 

FU: Você acredita que o filme tenha contribuído para sua vida pessoal e profissional?

GC: Muito. Foi meu primeiro trabalho para o cinema e com uma história forte. Algo muito diferente do que já fiz e vivi. Adquiri mais experiência profissional e ganhei grandes amigos. Aproveitando a oportunidade, quero deixar um recado para quem ainda não conferiu o longa: vale muito a pena assisti-lo, é uma lição de vida e, com certeza, muitas pessoas sairão do cinema motivadas.

 

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Giovanna Chaves em Nada a Perder

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games