“Cresci reprimido e com medo de tudo”

Jefferson Ribeiro cresceu em um lar conturbado e enfrentou um caminho cheio de obstáculos

Por Por Michele Francisco/ Foto: Mídia SP

O advogado Jefferson Ribeiro, de 43 anos, teve uma infância conturbada e viveu em um lar cheio de agressões físicas e verbais. Por isso, cresceu com traumas e cheio de ódio pelo próprio pai. “Ele sempre dizia que a minha mãe era um lixo de mulher, que não servia para nada, que era um peso na vida dele. Sempre foi muito agressivo e nervoso com todos da minha família”, conta.

Ele relata que frequentava uma casa de encostos com a mãe, que fez um pacto de ligação com ele, por meio de espíritos malignos, antes mesmo dele nascer. “Havia um pacto entre a minha mente e a da minha mãe. Sabíamos tudo um do outro, mesmo quando estávamos distantes. Pressentíamos fatos futuros e nos uníamos quando éramos ameaçados. O poder da morte fluía forte em nosso sangue”, recorda.

Jefferson cresceu e passou a ter uma vida cada vez mais conturbada. Aos 11 anos, ele começou a fumar cigarro. Também passou a fumar cachimbo constantemente, além de charuto. “Eu era infeliz e sem esperança em todos os sentidos. Eu cresci reprimido e com medo de tudo”, diz.

Seus traumas e complexos só aumentaram na adolescência. Ele era um bom aluno, mas os colegas sempre zombavam dele.

Os pais se separaram quando Jefferson tinha 14 anos e ele, que não tinha nenhuma afinidade com o pai, não quis mais saber dele.

Na juventude, Jefferson começou a frequentar baladas e a sair para noitadas, mas a vida continuava sem sentido para ele.

Sua mãe, que procurou ajuda na Universal em busca de ajuda financeira, no ano de 1991, sempre o convidava para participar das reuniões. Até o dia em que ele decidiu ir à Igreja.

“A minha mãe orou e fez correntes por mim durante dois anos. A princípio, eu queria apenas fazer a corrente pela vida financeira. Depois de um mês e meio, eu já tinha ouvido falar da Salvação e do inferno. Vivi um dilema interno por uns cinco meses, até que me entreguei ao Senhor Jesus”, relembra.

Ao frequentar as reuniões de libertação, Jefferson abriu mão de tudo o que praticava na casa de encostos. A primeira mudança que ele experimentou foi ter paz interior. Ao colocar em prática tudo o que aprendia nas reuniões, e com a realização dos propósitos, ele se libertou dos espíritos malignos que o atordoavam e do pacto feito entre ele e a mãe.

A libertação fez toda a diferença na vida dele, que perdoou o pai e se livrou dos vícios. Com a vida transformada, Jefferson passou a se dedicar cada vez mais à fé e a Deus.

Hoje ele é casado, tem uma família abençoada, se tornou advogado e tem uma vida próspera.

LIBERTAÇÃO

Está passando por problemas de ordem espiritual? Saiba como livrar-se deles participando todas as sextas-feiras da Reunião de Libertação na Universal. Os horários das reuniões podem variar de um lugar a outro. Acesse www.universal.org/enderecos e encontre uma Universal mais próxima de você para participar.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Cresci reprimido e com medo de tudo”

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games