O que fazer com os haters?

Renato Cardoso ensina como lidar com os odiadores online



Por Por Andre Batista / Imagens: Fotolia e Reprodução Instagram @renatocardosooficial

A cada dia, as redes sociais ganham mais adeptos. Somente o Facebook conta com 2,61 bilhões de usuários. O Youtube tem mais 1,5 bilhão. Já o WhatsApp conta com 1,3 bilhão de usuários ativos. São tantas pessoas conectadas via internet que é até difícil encontrar alguém que, atualmente, não use as redes sociais.

Um dos principais problemas causados por tamanho apego às redes é o chamado “hater”. Em tradução literal, essa palavra significa “odiador”. Na internet, o termo passou a definir pessoas que falam mal de outras, propagam calúnias e difamações e disseminam o ódio.

Os haters agem dessa maneira por diversos motivos, sem se importarem com a dor que causam a suas vítimas. É por isso que o mais recomendado a se fazer quando for atacado na internet é não se deixar abater.

No dia 6 de dezembro, o bispo Renato Cardoso postou em suas redes sociais a imagem:

Com ela, a seguinte legenda:

“EM VEZ DE sentir raiva ou guardar mágoa de gente que se esforça para derrubar, atacar ou prejudicá-lo, sinta pena dessas pessoas. Sim, são dignas de dó porque devem viver muito amarguradas para gastar suas energias odiando alguém.

Assim, você pode seguir gastando as suas fazendo o bem e construindo algo sólido, que nenhum hater conseguirá derrubar”.

A mensagem do bispo traz para o cotidiano um ensinamento dado há quase dois mil anos pelo próprio Senhor Jesus. Falando a seus discípulos, Ele explicou:

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas Mateus 6.14:15

Ou seja: se você gastar suas energias guardando ressentimentos desperdiçará o potencial que tem para construir sua própria vida. A verdadeira felicidade, tanto na Terra quanto na Vida Eterna, só pode ser alcançada por aquele que tem Deus dentro de si. É preciso escolher: ser habitado por Deus ou pelo rancor.

“Perdão é de Deus; a mágoa ou ressentimentos são do diabo”, explica o bispo Edir Macedo. “Perdão salva, liberta, cura, transforma, enfim, identifica algo Divino. Mágoas ou ressentimentos alimentam o ódio, a ira, contenda e, finalmente, matam. A falta de perdão significa condenação.”

Portanto, da próxima vez que lhe ofenderem gratuitamente via internet ou até mesmo pessoalmente, não se deixe abalar nem perca seu tempo tentando “responder a ofensa à altura”. Perdoe.

Se você reconhece que precisa de ajuda para perdoar, compareça a uma Universal, nesta quarta-feira, e encontre forças para fazer o que a Bíblia orienta. Clique aqui e encontre um endereço mais perto de você.

Gostou dessa mensagem? Então clique aqui, conheça e siga o Instagram do bispo Renato Cardoso. Sempre uma boa mensagem para você.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O que fazer com os haters?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games