Seus filhos estão protegidos?

O perigo pode surgir onde menos se espera. Esteja atento!



Por Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock e Cherwell District Council

Não é qualquer pessoa que recebe um título de honraria inglês. Na verdade, as pessoas que alcançam esse mérito, quase sempre, são consideradas heroínas. Esse é o caso do taxista Satbir Arora, um herói que levanta cedo todas as manhãs e passa os dias dirigindo um táxi no condado inglês de Oxfordshire.

Arora recebeu a condecoração por “Feito Excepcional em Defesa da Comunidade” no início de dezembro, entregue pela administração regional de Cherwell e South Northamptonshire (distritos de Oxfordshire). Kieron Mallon, responsável pela entrega da honraria, afirmou:

“Não sei como agradecer Arora por sua atitude zelosa e por perceber que a passageira estava em perigo. Ele a salvou de uma provação inimaginável e teve a presença de espírito de registrar suas ligações para o provável sequestrador, fornecendo evidências cruciais ao Ministério Público”.

O que Arora fez

A admiração do Estado por Arora teve início no dia 20 de fevereiro, quando ele salvou uma criança de apenas 13 anos de idade. A jovem em questão tomou um táxi com destino à estação de trem Gloucester. Chegando lá, porém, ninguém a esperava.

Arora desconfiou que algo estava errado e telefonou para sua esposa, que trabalha na administração de sua empresa de táxi. A mulher, preocupada, ligou para a criança e descobriu que sua família não sabia da viagem. Em seguida, ficou sabendo que a menina havia marcado um encontro com um namorado que conhecia apenas via internet.

Sam Hewings, o tal namorado, tem 24 anos de idade e foi preso pela polícia em sua casa.

“Quando os policiais o prenderam, em sua casa, encontraram uma mochila com facas, fita adesiva e comprimidos de codeína (um analgésico)”, divulgou a Justiça Inglesa.

A análise de mensagens trocadas entre Hewings e a criança de 13 anos e entre Hewings e outras meninas demonstra que ele tinha a intenção de sequestrá-la e abusar sexualmente da vítima.

Hewings foi condenado a cinco anos de prisão por tentativa de sequestro, distribuição e produção de imagens obscenas, de acordo com a imprensa local.

O que os pais da jovem não fizeram

É verdade que existem criminosos em todos os lugares do mundo e é muito difícil proteger os filhos deles. Mas, justamente por bandidos estarem tão presentes na sociedade, é que os pais precisam prestar muita atenção a tudo o que os filhos fazem, inclusive na internet.

“Hoje em dia é fácil demais para uma criança ou jovem acessar a internet. Fico pasmo como alguns pais deixam seus filhos totalmente livres com telefones e computadores sem supervisão”, afirma o bispo Renato Cardoso, responsável pela reunião Transformação Total de Pais e Filhos.

De acordo com ele, os pais são “responsáveis por proteger os filhos do mal desse mundo. Não podemos fazer isso 100% do tempo, pois é impossível. Mas o possível, temos que fazer.

Entre as coisas possíveis está supervisionar o comportamento dos filhos em redes sociais, por exemplo. Essa prática, apesar de desagradar as crianças e os adolescentes, pode evitar que eles se tornem vítimas de homens como o inglês Sam Hewings.

“Apesar de não gostarem que os pais imponham limites e regras, filhos precisam disso”, afirma o bispo. “Por isso, pai e mãe devem agir em conjunto para determinar certos limites e regras aos seus filhos, visando o bem deles. Comunicar bem essas regras aos seus filhos e não ter medo de aplicá-las. E sempre lembrar que o objetivo é protegê-los do mundo e deles mesmo”.

Você sabe exatamente o que os seus filhos têm feito na internet? Se você tem dificuldades em fazê-los entender a importância dessa supervisão, participe da Transformação Total de Pais e Filhos. Ela acontece todos os domingos, a partir das 18h, no Templo de Salomão.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Seus filhos estão protegidos?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games