Rede aleluia
O Bem Maior
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 25 de Outubro de 2018 - 00:00


O Bem Maior

O Bem Maior

Quem não ficaria feliz em saber que uma pessoa que vivia na miséria prosperou por causa da sua fé?

Eu me recordo de uma história verídica, que aconteceu na África do Sul, em 2002, quando um homem foi evangelizado para participar de uma reunião especial e ali aprendeu a conquistar por meio da fé.

Ele e sua esposa passaram a frequentar as reuniões de fé, até que um dia ele teve uma ideia. Ele, que já vendia batatas na rua para poder sobreviver, decidiu oferecer seu produto a uma rede de supermercados, e sua proposta foi aceita.

De vendedor de rua a distribuidor. Ele prosperou e, em pouco tempo, com o lucro, comprou uma caminhonete e uma boa casa para morar.

Embora ele tenha alcançado o sucesso financeiro, o mesmo sucesso não se deu em sua vida espiritual, tampouco em seu casamento. A esposa passou a ter um amante, até o dia em que ele descobriu e a levou até o pastor da igreja para pedir ajuda.

Diante do pastor, o marido prometeu que, se ela não parasse com as traições, ele a mataria. O pastor, imediatamente, ressaltou a ele a importância de investir na sua vida com Deus, para vencer o problema no casamento e seu ímpeto.

Depois de algumas semanas, o marido foi fazer uma das entregas em um dos supermercados, e um amigo, ao cumprimentá-lo, disse ter visto a esposa dele entrando em uma determinada casa: a casa do amante. O marido entrou na residência e viu a esposa dele com o amante na cama. Ele matou a esposa, o amante e depois se matou.

Aqui fica um alerta a todos que lutam exclusivamente pelas bênçãos materiais e não investem em uma vida plena com Deus. Quem age assim, pode até sair da miséria para a prosperidade, mas nem sempre gozará de uma vida plena, se não priorizar o Espírito Santo.

Caro leitor, não há nada de errado em investir em todas as formas de prosperidade, mas a sabedoria e o entendimento para estabelecer as suas conquistas terrenas e garantir a Salvação vêm somente quando você conquista o Bem Maior: o Espírito Santo!


reportar erro