Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 3 de abril de 2018 - 00:03


Embaraços e pecados

Ao entregar a vida ao Senhor Jesus, o homem inicia a grande corrida de sua existência, que durará até o seu último suspiro. Essa carreira tem o objetivo de testar a sua fé para que conquiste o prêmio máximo: a Salvação. A luta é difícil e longa, exige paciência, isto é, resistência e perseverança, a fim de terminar o que foi iniciado.

Para nos encorajar, o Espírito Santo lista uma “grande nuvem” de testemunhas de fé, ou seja, de vencedores, que trilharam este caminho e cumpriram sua meta nesta corrida (Hebreus 11.1-40). Além disso, testificaram sua fidelidade ao Altíssimo com firmeza durante toda a sua vida. Podemos juntar a esta nuvem de exemplos muitos outros que, ao longo da história cristã, também se esforçaram para superar as dificuldades e para se manter confiantes e leais ao Senhor.

Nessa corrida espiritual, é fundamental remover todo tipo de impedimento à jornada da fé. Afinal, ninguém consegue concluir a “sua prova” se estiver carregando peso, pois, além de se cansar logo, corre o risco de tropeçar e cair. Por isso, há a exortação de se remover os embaraços e o pecado, pois ambos têm efeitos devastadores na comunhão com Deus.

A remoção dos embaraços significa tirar da mente as ansiedades com respeito aos projetos pessoais neste mundo. Casamento, carreira e demais coisas que têm pesado na corrida da conquista da salvação eterna. Quantos começaram bem nesta disputa mas, por conta de problemas sentimentais acabaram desistindo do Prêmio Maior?

A vida espiritual requer progresso e deve ser erguida com disposição e sem perda de tempo (Mt 7.24-25), para que no final da existência humana o objetivo seja alcançado: receber o prêmio da aprovação do Senhor Jesus Cristo.

Texto extraído da Bíblia ACF com os meus comentários – Hebreus 12.1


reportar erro