Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 18 de dezembro de 2017 - 05:55


Como ser aceito por Deus?

O Senhor é grande e mui Digno de louvor; Sua grandeza é insondável. Salmo 145.3

Não podemos nos relacionar com Deus sem prestar o respeito e a honra que é devida ao Seu Santíssimo Nome.

Aquele que reconhece a Sua justiça, grandeza e majestade, teme e treme diante da Sua gloriosa presença.

Os homens santos do passado O reverenciavam porque temiam a Sua Palavra.

Como nós, sendo tão pequenos, podemos ser aceitos por um Deus tão grande?

A resposta está neste versículo:

Agora, pois, suplicai o favor de Deus, que nos conceda a Sua graça; mas, com tais ofertas em vossas mãos, aceitará Ele a vossa pessoa? Diz o Senhor dos Exércitos. Malaquias 1.9

A aceitação da nossa vida está condicionada à nossa oferta. Sabe por quê?

Muito simples! Aquilo que oferecemos no Altar revela quem nós somos e o que Deus representa para nós.

Há um grande exemplo na Bíblia que ilustra muito bem esse raciocínio: Abel e Caim. Deus Se agradou de Abel e de sua oferta, ao passo que de Caim e de sua oferta não Se agradou.

A pergunta é: Qual a diferença entre as ofertas de ambos? Seria a quantidade?

É claro que não! Deus não olha a quantidade, e sim a qualidade do que oferecemos no Seu Altar.

Abel não ofereceu qualquer ovelha, e sim a melhor que havia no seu rebanho. Caim, por sua vez, ofereceu uma oferta. Talvez maior em quantidade do que a de Abel, mas que não expressava o melhor que possuía.

Deus se indignou com os sacerdotes que ofereciam animais defeituosos no Altar.

Ele considerou essa atitude uma falta de respeito ao Seu Santo Nome.

Ora, eles tinham animais sadios para sacrificar, mas levavam os doentes para o Altar. Você aceitaria isso se estivesse no lugar de Deus? É claro que não! Nenhum de nós aceitaria.

O Senhor Jesus elogiou a oferta da viúva pobre e disse que ela havia dado mais do que todos. Ele salientou que os ricos davam grandes quantidades do que sobrava. Ela não! Da sua pobreza deu tudo que possuía, todo o seu sustento.

Um sacrifício perfeito é o resultado de uma fé pura diante de Deus.

Abençoados são todos aqueles que conseguem entender isso, pois tudo que fizerem para Deus será com qualidade, e, por isso, serão honrados por Ele.


reportar erro