Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 27 de janeiro de 2018 - 00:01


3º Dia do Jejum de Daniel

A paciência da fé inteligente


Como combinar a fé com a paciência? O que tem a ver a fé com a paciência?

Se a fé fosse ferramenta exclusiva de soluções imediatas como mágica, nada teria a ver com a paciência. Porém, a fé e a paciência são dons do Espírito Santo para os Seus filhos terem condições de enfrentar os problemas e vencê-los.

Paciência nunca foi o meu forte, porque não conseguia combiná-la com a fé. Sempre pensei que a fé atropelaria a paciência e resolveria meus problemas sem ter de esperar. Só que, após décadas na fé com meu Senhor, finalmente, aprendi que a paciência é uma das virtudes da fé inteligente. A paciência é perseverante mesmo sob as piores circunstâncias. Quanto mais firme é a paciência mais poderosa é a fé.

Mas o jovem na fé, por conta da imaturidade, não vê assim. Acha que pela fé as coisas têm de acontecer, custe o que custar e no tempo dele. Se observarmos suas atitudes, constataremos que tem usado a fé sem contar com a paciência ou a perseverança. Assim sendo, sua fé só tem visão para vencer. E quando perde, se vê frustrado, como se a culpa fosse de Deus.

Porém, se a fé é inteligente e é acompanhada de paciência, há consciência que ela, em princípio, tem de perder (semear, investir) para, então, lá na frente, colher seus frutos. É como diz o texto sagrado:

Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra (onde semeou), aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Tiago 5.7

O Espírito Santo ensina: que a prova da nossa fé opera a paciência. Tiago 1.3

O Senhor Jesus também ensina: Na nossa paciência, possuímos (salvamos) a nossa alma. Lucas 21.19

O Espírito de Deus tem me ensinado nos meus desertos que a fé sem a paciência não funciona para a Salvação eterna; que a fé é parceira inseparável da paciência. A fé sem a paciência pode funcionar de forma imediata na cura Divina. Mas não para a Salvação eterna.

…corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, Autor e Consumador da fé, o qual, pelo gozo que Lhe estava proposto, suportou a cruz(com paciência porque tinha fé no Seu gozo futuro), desprezando a afronta (não fez caso dos deboches sofridos), assentou-Se à destra do Trono de Deus. Hebreus 12.1-2

Leia mais:
– 1º Dia do Jejum de Daniel
– 2º Dia do Jejum de Daniel


reportar erro