Rede aleluia
Respondemos suas dúvidas sobre relacionamentos abusivos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 28 de julho de 2020 - 13:04


Respondemos suas dúvidas sobre relacionamentos abusivos

Perguntas respondidas no vídeo acima (11 mins):

0:16 – Como lidar com a situação quando se está num relacionamento abusivo; em que há ofensas, humilhação e opressão psicológica?

3:15 – Ao perceber que está em um relacionamento abusivo, logo no começo de um namoro ou um casamento, o que fazer para não deixar a situação avançar para a violência doméstica?

6:16 – É possível salvar um relacionamento quando esse tipo de situação começa a acontecer? Por exemplo, como o abuso psicológico?

7:55 – Existem sinais que precisam ser observados, que já caracterizam uma possível situação abusiva ou prenúncio disso?


reportar erro