Rede aleluia

Notícias | 19 de junho de 2019 - 13:24


UNP Bahia realiza café da tarde para familiares de detentos

Ação foi realizada em parceria com voluntárias do projeto Raabe. Saiba mais detalhes

Voluntários do grupo Universal nos Presídios (UNP) e Projeto Raabe do estado da Bahia, realizaram, recentemente, um café da tarde especial para os familiares dos internos do Complexo Prisional de Mata Escura, localizado em Salvador, capital baiana.

Centenas de familiares, ao saírem da visita, foram surpreendidos com uma imensa e farta mesa de café preparada carinhosamente pelos voluntários. Bolos, sucos, salgados, pães e outras guloseimas foram servidos para centenas de pessoas que passaram pelo local.

O complexo prisional, formado por 8 unidades masculinas e 1 feminina, recebe a visita dos voluntários diariamente, os quais realizam o trabalho evangelístico tanto com os internos como com os familiares. Porém, uma vez por mês, é realizado um evento especial.

Leia também:

Universal nos Presídios ressocializa 11 mil detentos no Brasil

Ministro da Segurança Pública elogia atuação da Universal nos Presídios

De acordo com o Pastor Márcio Silva, responsável pelo trabalho da UNP no estado, todos os domingos os voluntários atendem mais de 400 familiares.

Alimento espiritual

Contudo, muito mais do que levar o alimento físico, o objetivo da UNP é levar o alimento espiritual. Por isso, durante as visitas, os voluntários conversam, ouvem, confortam, orientam e, sobretudo, levam um Palavra de fé aos internos e seus familiares.

Portanto, a contribuição das voluntárias do Projeto Raabe é fundamental, uma vez que são capacitadas para ajudar mulheres a superarem traumas, curar as marcas do passado e a vencer conflitos interiores. Além de auxiliar no processo de autoconhecimento.

O evento contou com a contribuição de mais 400 voluntários.

Para Ildete Santana, coordenadora do Projeto Raabe de Salvador, é notória a necessidade que esses familiares têm de serem acolhidos, de receberem uma palavra de fortalecimento e fé.

“Eu percebi a satisfação no olhar de cada familiar. Pois, num momento difícil eles se sentiram realmente acolhidos. Pois, muitas daquelas meninas – algumas grávidas -, que vão visitar seus companheiros presos, se sentem desamparadas pela sociedade”, lamenta a coordenadora.

Valorizadas e lembradas

De acordo com o Pastor Márcio, o objetivo dessas ações é fazer com que essas pessoas se sintam valorizadas e lembradas. “Na maioria das vezes as famílias chegam aqui (no presídio) muito cedo e não têm o que comer direito. E sabendo disso, preparamos essa mesa para elas. Além disso, também aproveitamos a oportunidade para dar uma palavra, um abraço e dizer a elas que tudo vai dar certo”.

Para saber mais sobre as ações sociais realizadas pelo Universal nos Presídios em todo Brasil acesse a página oficial do grupo no Facebook.


  • Jeane Vidal / Fotos: cedidas 


reportar erro