Rede aleluia
Por que as pessoas estão perdendo o controle?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 17 de Janeiro de 2021 - 00:05


Por que as pessoas estão perdendo o controle?

Saiba como lidar com as emoções e tomar as rédeas de sua vida

Por que as pessoas estão perdendo o controle?

Cada vez mais as pessoas estão propensas a perder o controle emocional por pequenas coisas. O que as têm levado a ter esse comportamento? Para termos uma ideia do que está ocorrendo, no final de dezembro do ano passado, a poucos dias da virada do ano, um homem perdeu totalmente o controle em uma loja de hambúrgueres famosos, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, pois não havia ketchup para colocar no sanduíche que ele tinha comprado para sua filha. Ele teria jogado o lanche na direção dos funcionários, discutido e também intimidado outros clientes. Parte da discussão foi registrada em vídeo pelos atendentes.

Por pouco essa situação não foi ainda pior, mas, há quase um ano, outro episódio resultou em tragédia. Depois de um acidente envolvendo dois carros na Estrada do Varejão, no bairro Lami, na zona sul de Porto Alegre (RS), um dos motoristas sacou uma arma para intimidar o outro condutor e atingiu três pessoas. Pai, mãe e filho morreram. O autor dos tiros fugiu e foi preso somente dias depois. Segundo a polícia, os danos causados no veículo da família não foram relevantes.

De acordo com a psicóloga clínica e forense Vania de Moraes Salles, da Clínica Pro Bem Psicologia, em São Paulo, o descontrole emocional, com maior frequência, pode ser associado ao instinto animal como mecanismo de defesa. “Quando o animal se sente ameaçado, ele pode atacar. Já o indivíduo o faz pela falta de controle emocional, reagindo com explosões emocionais em relação aos outros e a momentos negativos”, afirma.

Vania destaca também que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o País com o maior número de ansiosos do mundo. “A pandemia agravou isso por causa do nosso isolamento, da falta de liberdade para fazer as atividades e dificuldades no contato com as pessoas. Nossa vida mudou de um dia para o outro e tivemos que nos isolar de todos para trabalharmos em home office, estudarmos on-line e sem ter um contato afetivo com a família, amigos, nos privando de abraços e beijos”, diz.

A especialista avalia que lidar com sentimentos negativos como o estresse, advindo da alta ansiedade, gera diversos sintomas: “desamparo, tédio, raiva, irritabilidade, insegurança, intolerância, perda de liberdade, humor alterado e facilidade em ‘sair dos eixos’. Nas redes sociais, observamos também esse descontrole emocional porque alguns fazem uso da rede como meio de descarregar a agressividade, protegidos pelo anonimato, pela distância física do outro e pela impunidade”.

Para ela, é possível perceber que pequenos episódios, em que poderíamos lidar bem e de forma tranquila, tornam-se momentos de explosão, irritação e intolerância, como observamos no caso do cliente da lanchonete. “Foi um ‘start’ para ele explodir e encontrar uma funcionária para jogar toda a sua raiva e agressividade, provavelmente em razão de problemas anteriores na vida particular que foram transferidos para a falta de algo que queria naquele momento”, analisa.

Vania aconselha a todos a prestar atenção no que está causando o desequilíbrio emocional. “Podem ser problemas de saúde, pessoais ou profissionais. Se não consegue lidar sozinho, busque ajuda especializada para o seu autoconhecimento, para ajudar você a lidar com diversos fatores de caráter emocional, preservando a sua autoconfiança e tendo o controle de suas emoções para não ‘soltar os cachorros’ em cima dos outros que não têm nada a ver com suas frustrações, insatisfações e desamores.”

Espírito de Deus
O Bispo Júlio Freitas já abordou o descontrole emocional em seu blog: “a estatística de pessoas que sofrem de problemas emocionais revela que elas têm mais 144% de chance de sofrer um acidente de carro, pois uma em cada cinco vítimas de acidentes fatais teve uma discussão até seis horas antes do acidente”.

De acordo com ele, se nos deixamos dominar pelas nossas emoções, acabamos controlados e destruídos pelas suas circunstâncias. “Também temos analisado que, à medida que decidimos dominar as nossas emoções, acabamos por vencer todas as circunstâncias. As decisões tomadas com emoção decepcionam, enquanto as decisões tomadas com a razão realizam. Tome a sua.”

Muitos ainda não sabem, mas o domínio próprio é um dos frutos do Espírito Santo. É preciso buscá-Lo para ter discernimento e sabedoria para lidar com as situações e ter controle sobre as emoções. Se você está tendo problemas de descontrole em sua vida, de qualquer ordem, participe do propósito As 7 manifestações do Espírito de Deus, que foi iniciado na Universal neste mês e vai até julho. O tema será discutido nas reuniões de quarta-feira e domingo que acontecem na Igreja. Participe e tome as rédeas da sua vida.


Por que as pessoas estão perdendo o controle?
  • Eduarto Prestes / Fotos: Getty Images 


reportar erro