Rede aleluia

Notícias | 27 de maio de 2019 - 13:12


Detentos participam do Jejum de Daniel em todo o estado do Ceará

600 presos se lançaram neste propósito especial com o objetivo de transformar suas vidas. Saiba mais

O Jejum de Daniel teve início no dia 19 de maio para o avivamento do Espírito Santo. A data foi especial para pessoas do mundo inteiro e, especialmente, para os detentos do estado do Ceará, quando eles também decidiram participar do propósito dentro das 17 unidades prisionais existentes na região.

Aproximadamente 600 presos se lançaram no Jejum, cujo objetivo é o de transformar, verdadeiramente, suas vidas. Em média, 30 voluntários estão auxiliando no trabalho interno, levando a Palavra a todos.

A conquista da mudança

De acordo com o Pastor Otávio Schafer, responsável pelo trabalho do grupo Universal nos Presídios (UNP) no estado, é de extrema importância a oportunidade do Jejum de Daniel a todos os que estão com sua liberdade interrompida.

“Nós sabemos que a mudança na vida de uma pessoa se dá por meio do Espírito Santo. O presídio é um ambiente que se eles não forem batizados, dificilmente irão suportar as investidas do diabo. Muitos até querem aceitar Jesus, mas a ausência do Espírito Santo faz com que eles fiquem inconstantes na fé”, salientou o Pastor.

Apesar de o trabalho acontecer nas unidades de forma intensa durante o Jejum de Daniel, os voluntários trabalham semanalmente com ações destinadas aos presos, como cursos profissionalizantes, batismo nas águas, entre outras.

A ajuda não se restingue apenas aos presos, mas se estende, também, aos familiares. Para eles, o grupo oferece assistência jurídica, café da manhã na porta dos presídios e, principalmente, evangelização e orações.

Amor ao próximo

O grupo conta com a participação efetiva de 350 voluntários no grupo. Segundo os relatos deles, ganha quem recebe ajuda mas, acima de tudo, quem oferece seu tempo como forma de amor ao próximo.

“Ter a condição de levar a Palavra de Deus é muito gratificante. Ficamos muito felizes com isso, pois, sabemos que o preso não tem a liberdade para ir à igreja, buscar uma palavra de conforto, então, eles dependem da gente”, comenta o voluntário Ronaldo Pereira Fabiano, de 44 anos.

Segundo ele, o que mais o deixa feliz é saber que eles recebem a palavra, muitas vezes, melhor do que aqueles que estão fora de uma cena. “Isso é muito gratificante, especialmente por ver o resultado depois”, garante Ronaldo.

Participe do “Jejum de Daniel”

Você também quer transformar a sua vida? Começou no dia 19 de maio último o propósito “Jejum de Daniel” para o avivamento do Espírito Santo. O encerramento acontecerá no dia 9 de junho próximo, dia de Pentecostes, direto do Cenáculo de Jerusalém. Se você também deseja esse avivamento espiritual, participe das reuniões diárias que acontecem em toda a Universal.


  • Débora Picelli / Fotos: Cedidas pelo grupo UNP do estado do Ceará 



reportar erro