Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de abril de 2019 - 14:03


Concurso de moda resgata a autovalorização de detentas em Salvador

Confira como foi a 2ª edição do “Miss Elegance” em unidade prisional da Bahia

A Universal nos Presídios (UNP) além de priorizar a evangelização da comunidade carcerária, em todo o Brasil e no mundo, periodicamente, realiza diversas ações. Muitas dessas atividades contribuem com o resgate da autovalorização e da autoestima das detentas nas unidades femininas. Recentemente o grupo da Bahia promoveu a 2ª edição do concurso de moda e beleza “Miss Elegance” no estado.

 

A temática do concurso foi moda indiana. As detentas da unidade do Conjunto Penal Feminino de Mata Escura, em Salvador, desfilaram vestidas com roupas, calçados e acessórios influenciados por essa cultura. Cerca de 70 detentas participaram do evento, 22 delas concorrendo à posição de miss.

 

Para auxiliar o trabalho, uma estilista foi convidada a participar da preparação do evento. E, por sua vez, prestou suporte de vestuário e dicas de passarela às candidatas. Também foram oferecidos serviços de maquiagem e penteado profissional, design de sobrancelhas, manicure e pedicure. As detentas participaram, em média, de 10 ensaios com uma preparadora física profissional.

 

Duas salas foram transformadas em salão de beleza e mais uma sala, em camarim. Na primeira etapa do desfile de moda, as detentas desfilaram com uma camisa personalizada do evento. Depois, com as vestimentas indianas. No final, a mesa de jurados elegeu as 3 primeiras colocadas, que foram presentadas com faixa, certificado e flores.

 

Acolhimento e valorização

 

Atrelado às atividades evangelísticas, o grupo Universal nos Presídios se engaja constantemente na promoção de ações que despertam nos detentos (as) o desejo de se empenharem em atividades socioculturais. Visto a carência que têm de aproveitar melhor o tempo dentro das unidades prisionais, enquanto cumprem pena.

 

“Além de proporcionar às detentas um momento de lazer e descontração, ações como essa fazem com que elas se sintam acolhidas e valorizadas. Os voluntários oferecem serviços de beleza e conhecimentos da cultura que estarão representando. Além de passar um olhar humanizado e sem julgamento”, disse o Pastor Marcio Silva, coordenador do grupo UNP da Bahia.

 

“Essa prática social realizada pelo grupo resgata nas detentas o conceito e a prática da autovalorização, amor próprio e feminilidade. Atitudes deixadas de lado, dado o sofrimento que passam por terem sido esquecidas por aqueles que deveriam oferecer apoio”, concluiu o Pastor.

 

Realização de um sonho de criança

 

A voluntária Deysiane Santos de Carvalho comentou a relevância do trabalho que realiza junto com o grupo nas unidades prisionais:

 

“Essa ação foi de extrema relevância, não somente no processo de ressocialização, mas sobretudo para aumentar a autoestima das detentas. Pois uma vez que se encontram privadas de liberdade, em muitos casos perdem também o interesse em cuidar de si próprias. A alegria estampada em cada rosto foi o que mais me chamou atenção. Como voluntária, me sinto feliz por proporcionar isto a elas. Bem como levar uma Palavra de fé, encorajamento e amor próprio.”

 

A grande vencedora L.P.J afirmou que neste evento foi possível realizar um sonho de criança. Assim como para a vencedora, uma mensagem muito importante foi transmitida a todas as detentas: a de que não adianta cuidar do exterior se o interior estiver mal. Ademais, a consciência de que o novo nascimento é possível por meio do Espírito Santo. Pois, por mais que o homem possa colaborar um pouco com o exterior do indivíduo, somente o Espírito Santo embeleza o interior de cada um.

 

Saiba mais

 

O grupo UNP atua há mais de 30 anos com ações sociais e espirituais nos presídios. Ademais, o projeto visa ajudar milhares de detentos e familiares a escrever uma nova história por meio da Palavra de Deus. Entretanto, o trabalho não se restringiu ao Brasil e já alcançou vários países.

 

Se você quer conhecer mais a respeito das ações realizadas em todo o País, acesse e curta a página oficial nas redes sociais. Ou, veja o endereço de uma Universal mais próxima de sua casa e informe-se sobre o trabalho do grupo com um pastor.

 


  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro