Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de setembro de 2019 - 13:20


“A minha vida era vazia e solitária”

Acompanhe ao depoimento de Ana Lúcia e saiba o que ela fez para alcançar a paz e a alegria que tanto buscava

Ana Lúcia, de 45 anos, era mais uma entre tantas pessoas que influenciadas pelas fake news, fazia questão de afirmar que jamais colocaria os pés em uma Universal.

No entanto, embora as pessoas que a conheciam consideravam-na uma pessoa feliz, porque estava sempre com um sorriso no rosto, ela confessa que não era.

“A minha vida era vazia e solitária. Eu bebia, usava drogas, frequentava baladas e saía com os rapazes para preencher um vazio que existia dentro de mim, mas não adiantava”, relembra.

Até que em um determinado dia, seu irmão a convidou para ir a uma igreja. Mesmo relutante e sem saber que se tratava da Universal, ela foi.

“Foi maravilhoso. Eu saí da igreja maravilhada. O que eu busquei a vida inteira, eu senti naquele dia. Eu senti o amor de Deus. Todo aquele complexo, solidão, vazio que eu sentia, acabou”, afirma.

Desde então, passaram-se 22 anos e, hoje, ela conta como está a vida dela e revela se, de fato, tudo o que ouviu a respeito da Universal é verdade. Acompanhe no vídeo abaixo:

Faça como Ana Lúcia. Venha participar de uma reunião conosco e veja com seus próprios olhos, como garante ela: “Você terá uma surpresa”. Afinal, não se pode esconder a verdade.

Participe, ainda hoje, de uma de nossas reuniões. No Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa. Consulte aqui os endereços.

 


  • Jeane Vidal / Foto: Reprodução 


reportar erro